falecom@consecti.org.br
(11) 3718-6515 (61) 97400-2446

Ecossistemas de Inovação no Maranhão: FAPEMA ouve demandas da comunidade acadêmica - Consecti

Ecossistemas de Inovação no Maranhão: FAPEMA ouve demandas da comunidade acadêmica - Consecti

Educação
14 outubro 2021

Ecossistemas de Inovação no Maranhão: FAPEMA ouve demandas da comunidade acadêmica

Na tarde da última sexta-feira (1/10) foi realizada, no auditório da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA), reunião sobre os ecossistemas de inovação do Maranhão. O evento contou com a presença do secretário de Ciência Tecnologia e Inovação (SECTI) Davi Telles, do diretor-presidente da FAPEMA, profº André Santos, do vice-presidente da FIEMA, Celso Gonçalo de Souza, além de representantes de instituições de ensino superior públicas e privadas atuantes no estado do Maranhão. O encontro foi iniciativa da FAPEMA e teve como objetivo conhecer as ações desempenhadas atualmente pelas instituições de ensino na área da inovação, assim como ouvir as demandas das entidades que querem começar a desenvolver esse tipo de atividade e avaliar de que forma a Fundação de Apoio pode auxiliar nesse processo de fortalecimento dos ecossistemas de inovação.

Foi uma tarde de muitos esclarecimentos, apresentações de projetos e debates acerca da importância de se construir uma parceria entre os entes públicos e privados, universidade e indústria. “Depois de assistir as apresentações e ouvir as demandas da comunidade acadêmica, o próximo passo é ouvir as empresas, conhecer os trabalhos que são realizados por elas e discutir formas de se incluir a academia neste processo”, ressaltou André Santos. ”O nosso pensamento está voltado para políticas de longo prazo”, complementou.

O ecossistema de inovação no Maranhão possui atores com diferentes níveis de investimento e projetos na área de Ciência e Tecnologia, mas para André Santos todas as instituições tem algo em comum: a necessidade de apoio para avançar em suas ações. “A gente pôde ver boas iniciativas, mas precisamos avançar mais para que possamos alcançar o nível de polos que são referência em tecnologia e inovação, como Santa Catarina, São Paulo e Recife”, avalia o diretor-presidente, que reafirmou o compromisso da FAPEMA em auxiliar neste processo.

Fonte: FAPEMA MA em 19/10/2021