falecom@consecti.org.br
(61) 3142-0555

PMEs não têm dinheiro nem estrutura para pensar em inovação no Brasil - Consecti

PMEs não têm dinheiro nem estrutura para pensar em inovação no Brasil - Consecti

Notícias
30 novembro 2021

PMEs não têm dinheiro nem estrutura para pensar em inovação no Brasil

As pequenas empresas ainda não têm estrutura para tornar a inovação uma atividade contínua. Segundo pesquisa da Confederação Nacional da Indústria, 68% não possuem uma área de inovação e 76% não têm orçamento específico para inovação nem profissionais dedicados exclusivamente a esse fim.

Desejo não falta. Para 57% dos executivos à frente das PMEs, a importância que a empresa dá para a inovação é alta ou muito alta. Tanto que o levantamento junto a executivos de 500 indústrias de pequeno porte (de 10 a 49 empregados), 82% dessas empresas inovaram pelo menos uma vez nos últimos três anos.

Inovar dá resultado. Durante a pandemia, 68% das pequenas indústrias inovaram e tiveram ganhos de lucratividade, produtividade e competitividade. De acordo com a pesquisa, 45% das empresas apontaram que a dificuldade para inovar no período de Covid-19 aumentou, enquanto 19% consideram que a dificuldade para inovar no período diminuiu. Para 36%, ficou igual.

Entre as principais dificuldades para inovar durante a pandemia destaca-se o acesso a recursos financeiros de fontes externas à empresa, o que foi declarado por 20%. Na sequência, aparecem a dificuldade para contratar profissionais (9%); para obter mão de obra qualificada (6%), de orçamento na empresa (6%); e de acesso à cadeia de fornecedores (5%).

Do universo de 500 pequenas indústrias entrevistadas, 78% sentiram impacto da pandemia sobre seus negócios, sendo que 27% disseram ter sido muito prejudicadas; 14% prejudicadas; 17% mais ou menos prejudicadas; e 20% um pouco prejudicadas. Para 55% dos executivos, a cadeia de fornecedores foi o primeiro ou segundo aspecto mais impactado pela pandemia, seguido pelas vendas (50%) e pela relação com os trabalhadores (19%).

Fonte: Convergência Digital