falecom@consecti.org.br
(61) 97400-2446

Manufatura lidera contratação de serviços de TI por meio de inteligência artificial - Consecti

Manufatura lidera contratação de serviços de TI por meio de inteligência artificial - Consecti

Notícias
28 julho 2022

Manufatura lidera contratação de serviços de TI por meio de inteligência artificial

Manufatura de bens de consumo (19%), varejo (16%) e indústrias B2B (13%) são os segmentos mais abertos a usar a mediação da Inteligência Artificial para encontrar novos fornecedores de serviços de TI. Dentre as empresas contratantes de serviços de TI via matchs automatizados, 48% são empresas de grande porte, com mais de 500 funcionários, 25% em empresas médias e 27% em empresas de pequeno porte.

É o que revela o Panorama MatchIT, um levantamento lançado hoje e que consolidará semestralmente as informações dos perfis de compradores e vendedores de serviços de TI mediados pela startup MatchIT. Sua plataforma automatiza as melhores conexões possíveis – levando em conta exigências objetivas das empresas – entre quem contrata e quem vende serviços de TI via algoritmos e inteligência de dados. Nesta primeira edição, que compila informações sobre o primeiro semestre de 2022, o Panorama MatchIT traz dados de 577 empresas, dentre as quais 71% são Tech Sellers, isto é, fornecedores de serviços de TI, e 29% Tech Buyers, empresas que contratam seus serviços.

“Para a nossa surpresa, percebemos que o principal fator para tomada de decisão mencionado pelos Tech Buyers é experiência dos Sellers com clientes do segmento de mercado de quem contrata (32%)”, comenta Rose Ramos, fundadora e CEO da MatchIT.

“Esse elemento é muito mais determinante que o preço dos projetos (23%), ou a expertise na fase específica em que o projeto se encontra – seja nas iniciais, como business plan, nas intermediárias, como implantação e integrações, ou nas fases finais, como treinamentos e testes – (11%)”, acrescenta ela. Outra surpresa foi o fato de a demanda por certificações técnicas ter sido citada dentre os principais elementos para tomada de decisão por apenas 1% da amostra.

Rose conta que as demandas identificadas pelo 1º. Panorama são relacionadas a projetos de pequeno e médio porte, sendo 89% deles com alocação de até 500 horas de mão de obra e 92% com investimento de até R$300 mil. “Esse perfil de demandas mostra que quem contrata está testando o novo modelo de identificar prestadores de serviços de TI, buscando ampliar a sua base de fornecedores homologados”, afirma ela.

A fundadora da MatchIT ressalta que os investimentos em serviços de TI representam 34% de todos os gastos com tecnologia corporativa, devendo totalizar US$ 1,3 trilhão (R$ 6,9 trilhões) em 2022, um aumento de 6,8% em relação a 2021, segundo a última previsão da consultoria Gartner, divulgada em abril. “E, na prática, neste cenário em que falta mão de obra técnica para desempenhar os projetos de tecnologia nas empresas, uma alternativa para a implantação de projetos de evolução digital no Brasil é na contratação de serviços de TI de empresas especializadas”, argumenta. O segmento, aliás, é o que registra o maior crescimento dentro do setor de Tecnologia da Informação, segundo dados da plataforma de inteligência de vendas Cortex.

A força dos pequenos e médios fornecedores

O Panorama MatchIT apurou que, entre as principais categorias de serviços oferecidos pelos Tech Sellers, 30% estão em desenvolvimento de softwares, 26% em consultoria e suporte a soluções de colaboração e produtividade de projetos e processos, 14% em segurança da informação e 13% em soluções de visualização e inteligência de dados.

Cerca de 69% das empresas fornecedoras de serviços de TI na plataforma MatchIT têm até 50 funcionários, e 7,8% delas têm mais de 200 membros na equipe. Apesar do pequeno e médio porte, em sua maioria, 74% dos casos, têm mais de 5 anos de mercado.

O levantamento também aponta que os Tech Sellers têm preço competitivo para seus serviços, prontidão de prazo para início dos trabalhos e grande expertise técnico. O valor da hora de serviços varia conforme a complexidade e a categoria técnica dos projetos, mas em 45% dos casos gerais varia de R$150 a R$250. Em relação à prontidão, 61% dos Sellers informam estar disponíveis para início imediato dos trabalhos, e 33% entre 15 e 30 dias.

Capilaridade

Já, em relação à localização da prestação de serviços, dos locais de atendimento presencial citados pelos Tech Sellers, 19% informam terem capilaridade para estar em todo o Brasil e 3% citam presença internacional (com destaques para países das Américas e Europa). A região com maior cobertura de atendimento presencial na amostra é a Sudeste, com 61% de menções de São Paulo. As regiões Sul e Centro Oeste tiveram 3% das menções de cobertura presencial cada, e a região Nordeste 1%. As menções a atendimento exclusivamente remoto correspondem a 10% da amostra.

Dentre as tecnologias de expertise dos Tech Sellers, as 4 categorias mais representadas são linguagens de desenvolvimento, serviços relacionados a colaboração e produtividade de processos, segurança da informação e visualização de dados.

Fonte: TI Inside