falecom@consecti.org.br
(61) 3142-0555

Governo dos EUA acusa Meta, do Facebook, de querer o monopólio no Metaverso - Consecti

Governo dos EUA acusa Meta, do Facebook, de querer o monopólio no Metaverso - Consecti

Notícias
13 dezembro 2022

Governo dos EUA acusa Meta, do Facebook, de querer o monopólio no Metaverso

A Comissão Federal de Comércio (FTC) dos EUA alegou que a Meta Platforms, a dona do Facebook, fez aquisições para estabelecer uma posição dominante no metaverso, já que um julgamento estava em andamento sobre as tentativas da empresa de comprar um desenvolvedor de aplicativos de realidade virtual.

Em julho, a FTC moveu-se para bloquear a proposta de aquisição da Within Unlimited pela Meta Platforms, argumentando que a união criaria um monopólio para aplicativos de fitness. A Meta Platforms fechou o acordo em 2021, um dia depois de mudar seu nome de Facebook. Entre suas ofertas, a Within Unlimited opera o popular aplicativo de treino VR baseado em assinatura Supernatural.

Com um julgamento sobre o acordo em andamento, a Reuters informou que os advogados da FTC argumentaram que a Meta Platforms estava tentando adquirir novos e diversos usuários de RV, complementando sua atual base de clientes no segmento que tendia a ser jovem, masculino e focado em jogos.

No cerne das objeções da FTC, ela argumenta que a Meta Platforms tem os recursos e a capacidade de criar seu próprio aplicativo interno de fitness VR e até tinha planos para fazê-lo em 2021 por meio de uma parceria com a empresa de saúde digital Peleton.

No entanto, a Meta Platforms argumentou que o plano específico não foi avançado, acrescentando que a FTC não definiu adequadamente o mercado de fitness, com empresas competindo em uma variedade de conteúdo e não apenas em aplicativos dedicados.

O resultado do julgamento pode ajudar muito a decidir o objetivo mais amplo da FTC de impedir que a Meta Platforms faça aquisições menores de rivais em potencial e, portanto, extermine a concorrência.

Supernatural está disponível apenas em dispositivos Meta Quest. Em uma investigação separada, a FTC deve entrar em uma batalha legal com a Microsoft, depois de votar para bloquear uma proposta de aquisição de US$ 69 bilhões da editora de jogos Activision Blizzard.

O regulador citou as preocupações com a concorrência como um dos principais motivos por trás de sua decisão, enquanto o acordo também enfrentou oposição em outros mercados, incluindo a Europa.

Fonte: Convergência Digital com informações da MWL