falecom@consecti.org.br
(61) 3142-0555

Ferramenta do NIC.br medirá Internet em estabelecimentos de saúde - Consecti

Ferramenta do NIC.br medirá Internet em estabelecimentos de saúde - Consecti

Notícias
31 março 2022

Ferramenta do NIC.br medirá Internet em estabelecimentos de saúde

O Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br) lançou nesta quarta-feira, 30, a plataforma Conectividade na Saúde, alimentada com dados do Sistema de Medições do Tráfico de Internet (SIMET). A ferramenta foi desenvolvida a partir de um acordo de cooperação com o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems).

“Em linhas gerais, é uma iniciativa que estimula a instalação gratuita de medidores SIMETem todos os estabelecimentos públicos de saúde do país. Nessa primeira etapa, a prioridade é focar naqueles que trabalham com atenção primária, caso das Unidades Básicas de Saúde. O NIC.br disponibilizará um painel em que todas as medições estarão abertas ao público. Quanto maior a adesão, mais informações provenientes das aferições abastecerão o site”, explica Cristiane Millan, analista de projetos do NIC.br, acrescentando que o critério para instalar o medidor é ser inscrito no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES).

O projeto está em fase inicial. Nesse primeiro momento, está disponível apenas a consulta ao desempenho da conectividade de um estabelecimento por vez, mas a expectativa é de que, num futuro próximo, a plataforma apresente um mapa com a sumarização de dados globais sobre as medições”, adianta Milton Kashiwakura, diretor de Projetos Especiais e de Desenvolvimento do NIC.br.

A ferramenta permite ao gestor acesso aos resultados da medição em sua unidade. Entres os dados disponíveis estão métricas como latência (medida de tempo para uma mensagem ir a um destino e voltar), velocidade de download, upload e perda de pacotes. É possível observar, ainda, o histórico da qualidade da rede num período de até 60 dias, além de compará-la com a mediana de conexão à Internet do entorno (mesmo setor censitário), o que permite avaliar a possibilidade de contar com um serviço melhor. A plataforma fornece uma lista de provedores que atuam na localidade.

Já na seção “Dados de instalações no Brasil”, gestores da área de saúde poderão acompanhar e gerenciar o andamento do processo de instalação dos medidores SIMET-Saúde em sua cidade ou estado. A plataforma possibilita, também, consultar a proporção de estabelecimentos que não têm acesso à Internet, permitindo buscas conforme a localidade desejada.

Integração

Paulo Kuester Neto, analista de projetos do NIC.br, enfatiza que um dos propósitos da iniciativa é ajudar a promover a integração entre os estabelecimentos de saúde, de forma que informações e exames sejam compartilhados via prontuário eletrônico, facilitando a rotina dos profissionais da área, dos usuários dos serviços e dos próprios gestores. “De posse do histórico do paciente, o médico, por exemplo, terá condições de fazer uma avaliação mais abrangente, tornando o atendimento mais célere e completo. As unidades voltadas à atenção primária, onde é feita a primeira triagem, poderão fornecer dados para estabelecimentos de áreas mais especializadas”, explica Neto.

“Uma ferramenta para reunir dados sobre a qualidade da internet nas Unidades Básicas de Saúde é primordial para compreender a que passos estamos para a informatização do SUS e para implantação de plataformas essenciais para agilidade no trabalho dos profissionais de saúde e do controle de dados, como é o caso da implantação do prontuário eletrônico. Afinal, para conseguir que a informatização da rede funcione da forma devida, precisamos garantir que exista uma conexão de internet de qualidade nesses estabelecimentos”, destaca Diogo Demarchi, Assessor técnico do Conasems.

Fonte: Teletime