falecom@consecti.org.br
(61) 3142-0555

Estudante de Medicina que participou do programa Caça Asteroides MCTI é uma das Jovens de Destaque da Forbes Brasil - Consecti

Estudante de Medicina que participou do programa Caça Asteroides MCTI é uma das Jovens de Destaque da Forbes Brasil - Consecti

Notícias
04 janeiro 2023

Estudante de Medicina que participou do programa Caça Asteroides MCTI é uma das Jovens de Destaque da Forbes Brasil

programa Caça Asteroides, parceria do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) com o International Astronomical Search Collaboration (IASC) da NASA, ajudou milhares de crianças e jovens nos últimos anos a se interessarem por astronomia e escolherem uma carreira na área da ciência. Uma dessas histórias está na Lista Forbes Under 30, formulada pela revista Forbes Brasil com os jovens abaixo de 30 anos que se destacaram em diferentes áreas em 2022.

Entre os perfis de destaque na categoria Ciência e Educação está a estudante de medicina na USP Ribeirão Preto Verena Paccola (23). Em sua participação no programa, ela já encontrou ao todo 25 asteroides. Sempre muito curiosa desde criança, Verena foi muito ativa em competições de robótica quando criança e em pesquisa científica no Ensino Técnico. A sua história ganhou projeção quando ela veio à Brasília receber uma medalha por sua participação no Caça Asteroides.

“Em 2021, no final do ano, eu recebi o convite do ministério para receber a medalha de honra ao mérito.  Para ir até Brasília, eu pedi ajuda financeira da USP. Quando eu retornei, eles publicaram minha história no jornal da universidade e ela viralizou nacionalmente. Acho que o que mais chamou a atenção foi a divergência de áreas, entre Astronomia e Medicina. Eu sou muito grata ao Caça Asteroides porque ele me deu essa visibilidade e me permitiu falar sobre ciência”, afirma.

Foto: Neila Rocha (SEAPC/MCTI)

A partir da projeção, Verena começou a ser convidada para palestras sobre o programa e sobre divulgação científica. Ela ganhou prêmios nacionais de jovem inspiração e representou o país na Assembleia da Juventude, da ONU. O reconhecimento da revista Forbes, pra ela, é uma consequência da sua atuação na área. Hoje, ela tem um objetivo especial na sua trajetória: aumentar a representatividade feminina na ciência.

“Sempre foi muito visível pra mim a desigualdade de gênero nessa área. Eu percebi o quanto era importante a representatividade quando eu recebi uma mensagem de uma mãe no Instagram, dizendo que a filha de 7 anos me viu na TV e quer ser médica e astronauta. Foi quando eu percebi o quanto eu podia impactar essas meninas”.

Para o futuro, ela pretende terminar o curso de Medicina e seguir em frente inspirando meninas na ciência.  “Vou continuar a dar o meu máximo para trazer meninas para ciência e trazer a equidade de gênero na área científica. Parece algo tão distante hoje, há um longo caminho a percorrer, mas eu quero atuar para torná-lo o mais próximo possível”, finaliza.

Caça Asteroides

O Caça Asteroides é um programa feito em parceria entre o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações e o International Astronomical Search Collaboration (IASC), da Agência Espacial Americana (NASA). O programa populariza a ciência ao mobilizar equipes de crianças e jovens a encontrar asteroides com o uso de imagens do espaço feitas pelos principais observatórios do mundo.

Fonte: MCTI