falecom@consecti.org.br
(61) 97400-2446

Biometria facial barra 2 milhões de tentativas de fraudes no primeiro semestre - Consecti

Biometria facial barra 2 milhões de tentativas de fraudes no primeiro semestre - Consecti

Notícias
06 julho 2022

Biometria facial barra 2 milhões de tentativas de fraudes no primeiro semestre

O primeiro semestre de 2022 foi marcado por 5.121 tentativas de fraudes de identidade por hora em todo país, segundo o levantamento realizado pela Unico, um total de 2.161.951, entre janeiro e junho. Contabilizando custos tangíveis e presumidos, a estimativa é que foram evitados prejuízos na casa de R$ 59 bilhões.

Para o levantamento, a IDTech acompanhou catorze segmentos/setores: administradoras de cartões; alimentos e bebidas; aplicativos; bancos; e-commerce; financeira; fintechs; mobilidade; saúde, serviços; energia, tecnologia da informação e varejo, onde a tecnologia de biometria facial identificou tentativas de fraudes de identidade, ou seja, quando uma pessoa tenta se passar por outra ao abrir uma conta no banco, solicitar crédito, fazer uma compra online, realizar uma transação, entre outras situações.

Com 1.043.832 tentativas de fraudes, são as fintechs que lideram a lista. Em segundo lugar aparecem os bancos, com 512.145. Na terceira colocação vem o varejo, onde foram barradas 234.609 ações fraudulentas somente nos primeiros seis meses de 2022.

Principais fraudes barradas pela biometria

De acordo com o Banco Mundial, a América Latina foi a que mais aderiu aos pagamentos digitais. O número de transações digitais aumentou consideravelmente nos dois últimos anos. No Brasil, apenas 17% dos adultos com contas bancárias não utilizam bancos digitais. A digitalização, embora traga inúmeras facilidades e possibilidades, também abriu caminho para tentativas de golpes e práticas fraudulentas criativas e danosas.

No universo dos golpes, a fraude mais verificada são as via Injection (injeção, em português), que durante a captura da imagem do usuário, o fraudador se utiliza de um outro software para imputar uma foto da pessoa fraudada diretamente da galeria do celular.

A biometria facial é, hoje, um dos sistemas mais seguros contra fraudes de acesso a dispositivos digitais. Além disso, permite acesso a serviços e produtos com forte proteção de dados. Com pelo menos cinco camadas de segurança, que garantem um score de assertividade de 99%, a prova de vida com interação, a inteligência artificial junto com a análise de engenheiros e especialistas na comparação de documentos, permitem que a experiência do consumidor seja fluída e bem-sucedida.

Fonte: TI Inside