+55 (61) 9 7400-2446

Notícias

Anatel e BID anunciam programa para mapear demanda de conectividade no Brasil

A Anatel e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) anunciaram nesta terça, dia 11, um acordo para a realização de um mapeamento de demanda de serviços de telecomunicações. O projeto tem o nome de “Crowdsourcing for Digital Connectivity in Brazil” e prevê a identificação das áreas com maiores necessidades de investimento em infraestrutura de conectividade a partir de crowdsourcing (dados fornecidos pelos próprios usuários) e cruzamento de informações. 

A agência pretende identificar não apenas a cobertura das redes, mas o grau de adequação da infraestrutura às necessidades da população, tudo isso com alta granularidade, e em complementação aos mapas de disponibilidade de redes que a Anatel já dispõe. O BID entra com a plataforma de coleta de dados, que utiliza as informações coletadas pela Ookla (Speedtest).

As informações coletadas terão, certamente, impactos nas revisões periódicas do Plano estrutural de Redes de Telecomunicações (PERT) e, segundo Leonardo Euler de Morais, na formulação de políticas públicas e estratégias regulatórias da Anatel.

“O trabalho final é uma plataforma digital e dinâmica que permitirá uma política pública mais refinada. O projeto identifica a demanda não atendida de banda larga em nível nacional e analisa a viabilidade financeira de projetos. Cruza dados sócio-econômicos, financeiros e dados de crowdsourcing para identificar as demandas“, diz o presidente da agência. A Anatel estima que a plataforma esteja operacional até outubro.

Segundo o presidente da agência, outro benefício adicional da plataforma é trazer elementos para a celebração de Termos de Ajustamento de Conduta, obrigações de fazer e para a formulação de Análises de Impacto Regulatório. Mas ele ressalta que o projeto não se sobrepõe ao acompanhamento de qualidade que também será feito por meio de ferramentas de crowdsourcing, ainda que possa haver sinergias entre as duas iniciativas.

Para Morgan Doyle, representante do BID no Brasil, o levantamento destas informações mais precisas sobre o status da conectividade no Brasil, especialmente sobre a demanda, é essencial para que o país possa endereçar o gap existente. Segundo o BID, hoje seriam necessários US$ 20 bilhões em investimentos para que o Brasil chegasse na média dos indicadores de conectividade da OCDE, 30% dos quais estão em áreas rurais. Daí a importância de políticas assertivas.

Investimentos

O BID tem algumas linhas de investimentos relevantes para programas de conectividade. São cerca de US$ 1 bilhão no programa  Brasil + Digital, que está focado em projetos governamentais e que também podem ser acessados por bancos públicos de desenvolvimento, sobretudo por pequenos e médios provedores. Além disso, existem linhas de financiamento direto pelo BID a empresas privadas, mas para projetos maiores, de mais de R$ 100 milhões.

Fonte: Teletime em 12/05/2021

Próximos Eventos