falecom@consecti.org.br
(61) 97400-2446

Unicamp substitui comissão por reconhecimento facial para cotas - Consecti

Giro nos estados
03 agosto 2022

Unicamp substitui comissão por reconhecimento facial para cotas

A Unicamp anunciou que vai usar reconhecimento facial no processo de verificação de candidatos que se inscreverem no vestibular para vagas de cotas étnicas. A tecnologia será para validar a autodeclaração de candidatos que concorrerem às vagas reservadas para pretos, pardos e indígenas.

“A comissão de heteroidentificação nos moldes anteriores só irá conferir os casos em que houver problemas técnicos ou quando houver alguma questão que dificulte a verificação”, disse José Alves de Freitas Neto, diretor da Comissão de Vestibular da Unicamp.

“A Comvest irá adotar o procedimento de averiguação em duas etapas: primeiro por fotografia e depois, se necessário, por complementação online. A Comvest usará as fotografias que já são normalmente coletadas durante a segunda fase do vestibular. Assim, todos os candidatos cotistas aprovados, e que autorizarem o uso das fotografias coletadas, que vierem a ter suas autodeclarações validadas pela comissão de verificação, a partir das fotografias, estarão liberados da segunda etapa”, diz a Unicamp.

Na segunda etapa há o procedimento de verificação online, com agendamento, realizado pelas bancas de verificação, que vem sendo utilizado nos últimos anos. A Comvest ressalta que a etapa de análise das imagens não excluirá nenhum candidato, valendo apenas para pareceres positivos no processo de validação da autodeclaração. Importante: não há uso de tecnologia de reconhecimento facial em nenhuma etapa do processo.

Fonte: Convergência Digital