falecom@consecti.org.br
(61) 97400-2446

Serra e Oeste catarinense recebem capacitações da Fapesc e da Rede Laço para elaboração de projetos inovadores - Consecti

Serra e Oeste catarinense recebem capacitações da Fapesc e da Rede Laço para elaboração de projetos inovadores - Consecti

Giro nos estados
02 maio 2022

Serra e Oeste catarinense recebem capacitações da Fapesc e da Rede Laço para elaboração de projetos inovadores

Gestores, voluntários, técnicos de entidades e organizações de Lages, Joaçaba e Chapecó participaram nesta semana de encontros promovidos pela Rede Laço de Voluntariado, com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc). As iniciativas tiveram o objetivo de capacitar o terceiro setor na elaboração de projetos inovadores e captação de recursos, e de quarta a sexta-feira, 27 a 29, reuniram 120 pessoas.

Os encontros na Serra e no Oeste do estado são uma continuidade das ações do projeto de oficinas voltadas ao terceiro setor, iniciadas em 2021 pela Rede Laço e pela Fapesc. Ano passado, as capacitações ocorreram nos municípios de Florianópolis, São João Batista e Tubarão

Entre os temas abordados nas oficinas em Lages (27), Joaçaba (28) e Chapecó (29), estiveram inovação social e sua aplicação na realidade local e institucional; roteiro e fatores de sucesso de um projeto de captação de recursos; mecanismos de captação de recursos e elaboração de projetos de inovação social. Os trabalhos foram conduzidos pela coordenadora das capacitações, Luciana Flor e teve a participação da presidente da Rede Laço e primeira-dama do Estado, Késia Martins da Silva, que fez a abertura do evento de forma remota e dialogou com os participantes, apresentando o trabalho da Rede Laço.

Trocas de experiências e aproximação com a realidade local

Para a coordenadora das capacitações, os encontros devem gerar, em curto e médio prazo, impactos positivos no desenvolvimento das capacidades locais e regionais dos agentes do terceiro setor, o que por consequência, fortalecerá o trabalho das organizações da sociedade civil. “A partir da capacitação eles estão despertando para a inovação social. Percebemos que as instituições se sentem muito gratas pelas oficinas, porque elas trazem uma temática que não é muito fácil acessar em cursos”, comenta.

Luciana afirma que as interações são pensadas para inserir tanto entidades que não conhecem o processo quanto aquelas que já participaram de editais na área. E o resultado é aprendizado das duas partes. “Embora passe para eles muito sobre elaboração e captação de projetos de inovação social, aprendemos muito com os participantes das capacitações, que trazem uma bagagem muito grande. Essa troca vai trazer subsídios importantes, inclusive para a elaboração de um edital de inovação social para lançar em breve”, afirma.

Apoio ao Terceiro Setor

A presidente da Rede Laço e primeira-dama do Estado, Késia Martins da Silva, enfatiza que o objetivo é levar conhecimento e capacitar cada vez mais as instituições do terceiro setor para que elas tenham autonomia na hora de captar recursos e dar continuidade aos projetos já realizados em suas comunidades. “Tudo isso só foi possível graças a Fapesc e aos nossos parceiros, que abraçam a causa com presteza, e nos dão o suporte para realizar as capacitações em todas as regiões de Santa Catarina”, afirma.

Segundo o presidente da Fapesc, Fábio Zabot Holthausen, a parceria com a Rede Laço objetiva gerar debates sobre inovação social, de grande importância para o desenvolvimento de um estado e de uma nação. Para Holthausen, as capacitações irão colaborar para que as instituições acessem novos recursos e recursos qualificados para desenvolver as diversas regiões catarinense. “Quando se fala em inovação, muitas pessoas acabam associando apenas à tecnológica, mas a inovação social e de impacto social tem muita relevância para a sociedade. Ao mesmo tempo em que geram novos empreendimentos, contribuem para a melhoria da vida nas regiões”.

Fonte: FAPESC