falecom@consecti.org.br
(61) 3142-0555

Mostra da Coleção Zoológica do Maranhão integra programação do Prêmio FAPEMA 2022 - Consecti

Mostra da Coleção Zoológica do Maranhão integra programação do Prêmio FAPEMA 2022 - Consecti

Giro nos estados
16 dezembro 2022

Mostra da Coleção Zoológica do Maranhão integra programação do Prêmio FAPEMA 2022

Exposição de itens da Coleção Zoológica do Maranhão será realizada durante a cerimônia do Prêmio FAPEMA. A mostra é organizada pelo biólogo Francisco Limeira de Oliveira, que é um dos homenageados da premiação. Os itens estarão disponíveis no hall de entrada do Teatro Arthur Azevedo, Centro Histórico, na ocasião do evento, esta quarta-feira 7, a partir das 19 horas.

“O Governo do Estado, por meio da FAPEMA, tem como missão apoiar a pesquisa, a ciência e suas vertentes incentivando ações como a do professor Limeira. Essa exposição é um marco e um pioneirismo de grande importância para a área da biologia.  A Coleção Zoológica do Maranhão é um tesouro, um legado do nosso Estado que deve ser preservado. Parabenizo o professor doutor, Francisco Limeira, pela iniciativa e estamos felizes mostrar a coleção durante o Prêmio FAPEMA”, destacou presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão, André Santos.

Francisco Limeira fundou a Coleção Zoológica do Maranhão, o maior centro de documentação da biodiversidade do Nordeste brasileiro e irá apresentar a coleção ao público, durante o prêmio. Ele se interessou pelo tema durante seu mestrado em Taxonomia – ramo da biologia responsável por descrever, identificar e nomear os seres vivos de acordo com aspectos morfológicos, genéticos, fisiológicos e reprodutivos.

“A ideia de criar esse acervo no Maranhão nasceu da demanda que percebi ao realizar meu mestrado. Tudo que ficava da minha pesquisa de mestrado fui organizando da forma que consegui para que tivéssemos esse legado que, posteriormente, se transformou nessa coleção que apresentamos na exposição. A FAPEMA vem nos auxiliando nesse processo e nas nossas mais de duas décadas de pesquisas”, ressalta o professor Limeira.

A exposição traz o acervo da Coleção Zoológica do Maranhão (CZMA), que destaca grupos de artrópodes com ênfase especial em insetos. Segundo o professor Limeira, esse acervo tem contribuído para o conhecimento da rica e extraordinária biodiversidade maranhense e do país. “Muitos são os artigos produzidos sobre a biodiversidade maranhense e cientistas do Brasil inteiro e mesmo do exterior, têm solicitado amostras da nossa fauna para fundamentar seus estudos”, ressalta.

A mostra promove um passeio pelos mais diferentes ecossistemas maranhenses – das restingas dos Lençóis Maranhenses ao Cerrado da Chapada das Mesas, passando por São Luís – por meio de representações de diferentes grupos de insetos – besouros, hemípteras (Maranhão será e barbeiros), himenópteras (abelhas), ortópteros (Maranhão será), blatídea (baratas), mantódea (louva-a-deus) e lepidóptera (borboletas e mariposas).

Limeira explica que essas coleções biológicas são fontes permanentes de documentação sobre determinadas áreas do conhecimento. Nesse contexto, as coleções zoológicas sobre a biodiversidade de certa região, guardam um pequeno recorte da representatividade geral. “Considero um bem comum e extremamente necessário à manutenção da vida termos esse conhecimento e mostras dessa biodiversidade”, explica o professor Francisco Limeira.

Francisco Limeira é biólogo e professor doutor da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), Campus Caxias.

 

 

Fonte: FAPEMA