falecom@consecti.org.br
(61) 3142-0555

Maranhão tem cinco propostas contempladas no edital Iniciativa Amazônia+10 - Consecti

Maranhão tem cinco propostas contempladas no edital Iniciativa Amazônia+10 - Consecti

Giro nos estados
22 dezembro 2022

Maranhão tem cinco propostas contempladas no edital Iniciativa Amazônia+10

A chamada, organizada pelo Confap, tem a participação da FAPEMA e de outras 19 FAPs do país

Maranhão tem cinco propostas contempladas no edital Iniciativa Amazônia+10

novembro 1820:382022

Cinco propostas maranhenses foram selecionadas no edital Iniciativa Amazônia +10. O objetivo da chamada é apoiar a pesquisa científica e o desenvolvimento tecnológico de pesquisadores, instituições e empresas sobre os problemas atuais da Amazônia. Os estudos apoiados nesta chamada vão contribuir para avançar no conhecimento científico e tecnológico sobre a região, propondo soluções com base na realidade destas comunidades.

A Floresta Amazônica ocupa 34% do território maranhense, o equivalente a 81.208,40 km², engloba 62 municípios do estado, um prolongamento que parte do Rio Gurupi, na cidades de Carutapera chega em São Luís, passa por Santa Inês, Formosa da Barra Negra e alcança a cidade Carolina.

Mais de 500 grupos de pesquisas submeteram propostas ao edital Amazônia + 10 o que mostra a grandiosidade da chama pública. Desse total foram selecionadas 39 propostas, com investimentos das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs) totalizando R$ 41,9 milhões. O resultado deste edital foi divulgado na quinta-feira (17), em evento online transmitido ao vivo pelo canal do YouTube da Agência Fapesp, FAP que tem o maior volume de recurso na chamada.

O presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA), André Santos, destacou a importância do Maranhão está inserido nos grupos de pesquisa. “O Maranhão, como estado integrante da Amazônia Legal, tem todo o interesse em participar de um projeto tão grandioso como a Iniciativa Amazônia +10. Os projetos que serão financiados por meio do edital são de grande relevância para a melhoria da qualidade de vida do povo dessa região tão importante para o Brasil e para o mundo. São projetos que vão promover, também, o desenvolvimento e a proteção ambiental e a biodiversidade da região”, pontou André Santos acrescentado que é orientação do governador Carlos Brandão que a FAPEMA reforce a parcerias que garantam mais oportunidades para os pesquisadores maranhenses.

Os estudos que serão realizados com a participação dos pesquisadores maranhenses tratam dos eixos temáticos Território, Povos da Amazônia e Fortalecimento de Cadeias Produtivas Sustentáveis. Os pesquisadores são da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) e Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Os estudos serão desenvolvidos nos estados do Amapá, Acre, Amazonas, Rondônia, Roraima, Pará, Tocantins, Mato Grosso e Maranhão, que compõem a região Amazônia Legal.

Para o professor Márcio Aurélio Pinheiro Almeida, 43 anos, a seleção do seu trabalho foi uma grande surpresa e o Governo do Estado, via FAPEMA, foi crucial nessa aprovação. “Fiquei muito feliz, pois foram muitas propostas submetidas e poucas selecionadas. A FAPEMA tem sido muito importante no desenvolvimento de pesquisas cientificas no Maranhão com vários editais e foco em diversas áreas. A Fundação está de parabéns por essa condução e se destaca entre outras FAPs, além de ter uma grande preocupação com o fator social”, avaliou. Ele foi contemplado pela pesquisa ‘Resina de breu branco como plataforma de bioprodutos: de combustível a polímeros sustentáveis’.

Outro contemplado, o antropólogo Benedito Souza Filho, 60, anos, destacou a relevância da seleção. “Fiquei imensamente feliz com o resultado. Aprovar um projeto que tem como foco refletir sobre problemáticas socioambientais na Amazônia Legal, numa conjuntura completamente adversa em termos de agressões ao meio ambiente e esvaziamento de incentivos para a pesquisa científica, confere a essa aprovação uma enorme conquista. E avalio a importância da FAPEMA como fundamental. “Dessa forma, FAPEMA, acertadamente, se antecipa no reconhecimento da relevância e centralidade das pesquisas na Amazônia”, disse. Ele foi selecionado com a pesquisa ‘Territórios sociobiodiversos no Maranhão e Pará: Ambiente, conhecimento e sustentabilidade’.
Os pesquisadores selecionados vão receber suporte para desenvolver soluções sobre os desafios da Amazônia Legal, entre estes, a conservação da biodiversidade e mudanças climáticas; proteção de populações e comunidades tradicionais; desafios urbanos; e bioeconomia como uma política de desenvolvimento econômico.

Todas as propostas contempladas podem ser acessadas no link: https://confap.org.br/news/resultado-da-chamada-de-propostas-no-003-2022-iniciativa-amazonia10/.

*MAIS SOBRE AS PESQUISAS*

As pesquisas com participação maranhense selecionadas foram: ‘Territórios sociobiodiversos no Maranhão e Pará: Ambiente, conhecimento e sustentabilidade’, de Benedito Souza Filho, da UFMA; ‘Inovação e transição sustentável: cesta de bens e serviços em territórios amazônicos’, de Itaan Santos da UEMA; ‘Recuperação de fósforo secundário para uma agricultura ecológica em solos amazônicos: avaliação do potencial fertilizante da estruvita proveniente de efluentes da aquicultura’, de Adenilson Santos da UFMA.

Ainda, os estudos ‘Resina de breu branco como plataforma de bioprodutos: de combustível a polímeros sustentáveis’, de Márcio Aurélio Almeida da UFMA; ‘Inovações tecnológicas para monitoramento controle vetorial e dos agentes etiológicos da malária e dengue na Amazônia’, de Joelma Soares da Silva da UFMA.

Os trabalhos foram executados coletivamente, em conjunto com pesquisadores das universidades estaduais de Campinas (Unicamp), Maringá (UEM), Londrina (UEL); as federais do Oeste do Pará (UFOPA), de Santa Catarina (UFSC), do Amapá (UNIFAP), do Rio de Janeiro (UFRJ), do Amazonas (UFAM); e o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA).

Fonte: FAPEMA