falecom@consecti.org.br
(61) 97400-2446

Encontro Maranhense da Academia pelo Meio Ambiente encerra com proposta de criação de observatório ambiental - Consecti

Encontro Maranhense da Academia pelo Meio Ambiente encerra com proposta de criação de observatório ambiental - Consecti

Giro nos estados
16 fevereiro 2022

Encontro Maranhense da Academia pelo Meio Ambiente encerra com proposta de criação de observatório ambiental

O Governo do Estado, por meio da Escola Ambiental do Maranhão e da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), em conjunto com as instituições que compõem o Conselho Universitário do Maranhão, realizou no último dia 11, o I Encontro Maranhense da Academia pelo Meio Ambiente. Com o objetivo de promover a integração das ações universitárias em defesa do meio ambiente a partir do compartilhamento de boas práticas, o evento reuniu professores, pesquisadores, estudantes, secretários e reitores no Auditório Terezinha Jansen – Multicenter Sebrae.

Durante todo o dia, representantes da Universidade Federal do Maranhão, do Instituto Federal do Maranhão, da Universidade Estadual do Maranhão, da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão, da Universidade Ceuma, da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema), da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA), da Secretaria de Estado de Governo (Segov) e do Fórum Estadual de Educação Ambiental do Maranhão debateram ações, projetos e pesquisas desenvolvidas.

O secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Davi Telles, falou sobre a importância do evento que reuniu acadêmicos de São Luís e do interior do estado. “Há conclusões que somente a academia, somente o rigor científico e metodológico acerca das questões ambientais podem realmente nos mostrar. Por isso, este evento oriundo do Conselho Universitário do Maranhão é tão importante para discutir as graves questões do meio ambiente como por exemplo o aquecimento global, como por exemplo a necessidade de preservação e recuperação de nascentes, mas também os nossos pontos positivos como aqueles da nossa inigualável biodiversidade brasileira. Grupos de trabalho específicos que farão uma relatoria para que possamos extrair um documento e encaminhamentos oriundos da academia”, destacou.

Para a coordenadora da Escola Ambiental do Maranhão, Criciele Muniz, o evento foi um momento único para as universidades. “Este é um momento único para as universidades, para os estudantes e sobretudo para o Maranhão. Vivemos uma crise ambiental no nosso país e a nossa responsabilidade da pesquisa, do desenvolvimento científico é que cada vez mais nós possamos fazer essas discussões dentro da academia dialogando com quem está fora desses espaços, com as comunidades tradicionais, indígenas, quilombolas e com a juventude”, ressaltou.

A programação transmitida nos canais do Youtube da Secti e da Escola Ambiental contou ainda com a palestra magna “A importância da colaboração entre as instituições universitárias para a defesa do meio ambiente no Maranhão”, ministrada pela professora Flávia Mochel.

Participaram do evento Davi Telles, secretário de Estado da Ciência,Tecnologia e Inovação e vice-presidente do Conselho Universitário do Maranhão; Cricielle Muniz, coordenadora da Escola Ambiental do Maranhão; Gustavo Costa, reitor da Universidade Estadual do Maranhão; Luciléa Ferreira Lopes Gonçalves, reitora da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão – UEMASUL; Cristina Nitz, reitora Universidade Ceuma; André Santos, diretor-presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico do Maranhão – Fapema; Arkley Marques Bandeira,  assessor especial de representação institucional da reitoria da UFMA; Maron Gomes, pró-reitor de Ensino e assuntos estudantis do IFMA; Denison Ferreira, assessor ambiental da SEMA; Sálvio Dino Jr, coordenador do Fórum Estadual de Educação Ambiental.

Durante a tarde, pesquisadores das instituições de ensino superior se reuniram em três grupos de trabalho com o objetivo de definir conteúdos e estratégias para atuação do observatório ambiental, que teve sua criação proposta durante o evento com a elaboração de uma minuta de acordo de cooperação técnica.

Observatório Ambiental

O Observatório Ambiental terá como finalidade auxiliar na concepção de políticas públicas e estratégias regionais voltadas à preservação do meio ambiente, bem como na articulação de projetos de pesquisa e extensão ligados à temática ambiental desenvolvidos nas Instituições de Ensino Superior.

Fonte: SECTI-MA