falecom@consecti.org.br
(61) 97400-2446

Desafio da Fiems e da Fundect tem 118 projetos inscritos e mais de 200 participantes - Consecti

Desafio da Fiems e da Fundect tem 118 projetos inscritos e mais de 200 participantes - Consecti

Giro nos estados
30 junho 2022

Desafio da Fiems e da Fundect tem 118 projetos inscritos e mais de 200 participantes

A corrida de empreendedores e agentes sociais por R$ 1 milhão oferecido no Startup Challenge by Fundect começou nesta segunda-feira (27/06), na Startup da Fiems, em Campo Grande. Com as inscrições encerradas no último domingo (26/06), o desafio teve 118 projetos inscritos e mais de 200 participantes apresentando propostas de soluções inovadoras na área de bioeconomia.

Para o gerente da Startup do Sistema Fiems, Odilon Moura, a procura pelo edital foi motivadora. “Ficamos muito satisfeitos com a resposta que a comunidade deu para os desafios de bioeconomia que foram lançados junto com a Fundect”, afirmou.

Convocados para o Esquenta, os participantes tiveram as propostas analisadas e selecionadas, além de consolidarem melhor os projetos e a formação de grupos. “O ideal é que os times sejam multidisciplinares e que tenham até 4 pessoas para que haja uma boa base de conhecimento para o desenvolvimento dessa ideia e ela tenha potencial de virar um negócio. É esse o grande propósito do Challenge”, destacou.

Nessa primeira fase, serão selecionadas 30 propostas entre todas as inscrições enviadas. A ideia é chegar até o próximo domingo com as 10 melhores, que devem receber o recurso de R$ 100 mil cada.

Entre as propostas apresentadas está a do grupo do biólogo Rodrigo Borghezan, que pretende trabalhar com a valorização dos produtos locais. “Queremos estimular um mercado voltado para produtos que tenham um lastro social e ambiental sustentável. São produtos que tenham um selo que mostre que aquele produto veio de uma comunidade tradicional ou de um assentamento, que ele trabalhou num comércio justo ou um produto que seja de origem sustentável, com plantas nativas, por exemplo”, explicou.

O desafio também atraiu projetos que já estão em andamento. A biotecnologista Débora Novit quer ampliar o projeto “Costureiras em Ação – Costurando Sonhos”, criado durante a pandemia, em Campo Grande. “As costureiras se envolveram nesse projeto para continuarem costurando, porque muitas são chefes de família. Então, desenvolvemos uma forma inovadora para elas continuarem costurando, terem treinamento e ficarem disponíveis para o mercado de confecções de Mato Grosso do Sul. Esse projeto está sendo agora submetido a prova”, relatou.

O desafio

A proposta do evento é estimular startups a criar soluções em bioeconomia. O evento é realizado pela Startup do Sistema Fiems em parceria com a Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul (Fundect).

No dia 3 de julho, a organização divulga o resultado da competição e as equipes vencedoras serão encaminhadas para o Programa Semente, onde receberão capacitação.

O eixo central do desafio é a bioeconomia, modelo de produção sustentável baseado em recursos ambientais. São três as linhas temáticas: saúde voltada à bioeconomia; desenvolvimento sustentável e economia circular; e desenvolvimento de bionegócios e bioprodutos.

Fonte: Assessoria de Comunicação FIEMS