falecom@consecti.org.br
(61) 3142-0555

Controle de qualidade aponta alto nível de potabilidade da água da Caerd Rondônia com reconhecimento em artigo científico - Consecti

Controle de qualidade aponta alto nível de potabilidade da água da Caerd Rondônia com reconhecimento em artigo científico - Consecti

Giro nos estados
09 dezembro 2022

Controle de qualidade aponta alto nível de potabilidade da água da Caerd Rondônia com reconhecimento em artigo científico

O material científico, com o tema: Abastecimento Público: Captação, tratamento e distribuição no município de Porto Velho, publicado na edição 116 de novembro de 2022, de uma revista reconhecida pelas publicações de artigos científicos no País, foi elaborado pelo mestre e engenheiro químico, Georgeano Dantas Maciel e pela formanda do Curso de Engenharia Ambiental e Sanitária, Andiara Barbosa Vale.

Os dois profissionais atuam na Estação de Tratamento de Água – ETA I e ETA II, localizada na Estrada de Santo Antônio da Companhia de Água e Esgoto de Rondônia – Caerd, como analista, e agente de sistema de saneamento.

Segundo os especialistas, o conteúdo do artigo considera os dados do Balanço Hídrico realizado todo ano pela estatal, seguindo os índices do Sistema Nacional de Recursos Hídricos – SNIRH, que norteiam o monitoramento das vazões pluviométricas atuais. Portanto, o tratamento de água tipo convencional propicia uma água segura para abastecimento público.

É importante que se busque a universalização e que o binômio Qualidade x Quantidade seja alcançado. Diante dos indicadores, o artigo científico dos servidores da Caerd, conclui que a água disponibilizada pela Companhia à população rondoniense, é segura, apresentando alto nível de potabilidade ao consumo humano.

O resultado do material científico vai ao encontro das definições do governador de Rondônia, Marcos Rocha, pois segue o controle de qualidade. “A Caerd tem atuado forte em busca de um alto nível de potabilidade da água reforçando a certeza da qualidade no consumo, sem risco à saúde. É importante destacar todo cuidado e investimentos aplicados pela Companhia de Água e Esgoto de Rondônia para garantir que a água chegue aos consumidores em condições adequadas de qualidade, sempre mantendo os padrões de alto níveis”, disse o governador.

“Os estudos científicos trazem inovação para a própria ETA, melhorando cada vez mais a produção e não adianta ter só a preocupação da produção feita pela Caerd, mas sim, dos locais que a Companhia não tem o controle, onde a água consumida não é de responsabilidade da estatal”, esclareceu Georgeano Dantas Maciel.

ÁGUA NAS ESCOLAS 

No mês de outubro, outro artigo científico de dois alunos de Porto Velho, do Curso de Engenharia Civil foi publicado na mesma revista, em que enfatiza a qualidade da água oferecida às crianças e aos funcionários das escolas do município e que requer estratégias de políticas públicas por parte dos órgãos relacionados à saúde, visando preceitos legais voltados para a dignidade humana.

“O monitoramento sobre a qualidade da água deve ser feito, tanto no âmbito municipal quanto estadual, para identificação de outras fontes que estão sendo consumidas pela população”, finalizou o analista de saneamento da ETA I e ETA II.

Fonte: Notícias do Estado de Rondônia