falecom@consecti.org.br
(61) 3142-0555

Balestrin debate liderança do RS em inovação no Ranking de Competitividade dos Estados - Consecti

Balestrin debate liderança do RS em inovação no Ranking de Competitividade dos Estados - Consecti

Giro nos estados
19 dezembro 2022

Balestrin debate liderança do RS em inovação no Ranking de Competitividade dos Estados

O secretário de Inovação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, AlsonesBalestrin, participou do Conversas Digitais 2022, evento promovido pela Procergs, sob a temática “O impacto de um Estado digital na sociedade”, na tarde desta quinta-feira, 8. Palestrando no painel “Como se tornar o Estado mais inovador do Brasil?”, o secretário dividiu o palco com o superintendente de Inovação e Desenvolvimento da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) e do TECNOPUC, Jorge Audy, e o CEO do Instituto Caldeira, Pedro Valério. A conversa foi mediada pelo diretor-presidente da Procergs, José Leal.

Iniciando o debate, Balestrin foi convidado a explicar as razões pelas quais o Rio Grande do Sul foi eleito, por duas vezes, como o estado mais inovador do Brasil no Ranking de Competitividade do Estados do Centro de Liderança Pública (CLP). Segundo ele, são cinco os principais fatores relacionados à conquista, dentre os quais o primeiro é a produção de conhecimento científico no RS, que corresponde a 11,5% do Brasil.

Na sequência, citou a destacada quantidade de patentes, que representam a transformação do conhecimento produzido em tecnologia, e o investimento público em C, T&I, que somou R$ 191 milhões entre 2019 e 2022. Por fim, Balestrin ainda elencou como fatores o número de empreendimentos inovadores – o RS é o terceiro estado brasileiro com mais startups – e a excelência do estado na formação qualitativa e quantitativa de mestres e doutores.

Para Audy, são duas as razões principais para a liderança do estado no ranking. Citou, primeiro, a educação. “Já fomos o estado com melhor nível de educação básica do país. O Rio Grande do Sul é o que é porque tem um ativo de formação de talentos muito forte”, explicou. Em segundo, destacou a dimensão empresarial. “A convergência da formação de talentos de alto nível com um grupo de empresários que emergiram nesse mundo de tecnologia foi o que criou essa dinâmica que nos traz até aqui hoje. A inovação é um processo cultural, e a cultura se faz com acúmulo”, completou.

Já Valério atribuiu a conquista à aproximação dos atores da quádrupla hélice e à mobilização e sensibilização da sociedade civil quanto à importância da inovação. “Juntos temos, de fato, todas as condições para pavimentar um ecossistema protagonista. Esse é um trabalho que vem sendo construído há muitos anos, e hoje já temos uma fotografia definida de onde chegamos e aonde ainda queremos chegar”, compartilhou.

Em uma segunda fala, Balestrin ressaltou a relevância do fomento às startups. “O motor do desenvolvimento não são mais as empresas verticais, mas as startups – as empresas de base tecnológica. E o nosso estado tem tudo pra se tornar o primeiro lugar em criação, formação e atração de startups”, afirmou o secretário. Lembrando do investimento de R$ 112 milhões do Avançar na Inovação entre 2021 e 2022, ressaltou que “em lugar nenhum do mundo se conseguiu desenvolver um ecossistema pujante de inovação sem investimento público”. Para finalizar, comentou sobre a Rede RS Startup, uma iniciativa de plataforma aberta para conectar startups lançada pelo ecossistema de inovação gaúcho no South Summit Brazil 2022.

Sobre o Conversas Digitais

Em sua 4ª edição geral e primeira presencial, o Conversas Digitais celebra os 50 anos da Procergs, proporcionando a troca de experiências nas áreas de governo digital, inovação, transformação cultural, dados e cultura analítica, cibersegurança, tendências do mundo digital e metaverso. Em um formato interativo propício ao debate, o evento se propõe a entender conceitos e a buscar caminhos de simplificação e aproximação entre os prestadores e usuários dos serviços públicos.

Fonte: SICT RS