falecom@consecti.org.br
(61) 97400-2446

Alunos da Ufac criam podcast sobre acessibilidade e nutrição - Consecti

Giro nos estados
07 março 2022

Alunos da Ufac criam podcast sobre acessibilidade e nutrição

Os estudantes da Ufac, João Gabriel de Sá, de Sistemas de Informação, e Yara Almeida, de Nutrição, alimentaram o sonho de criar um podcast sobre adaptação e acessibilidade no ensino universitário. Sendo ele cadeirante e ela tendo baixa visão, trocaram ideias, via internet, com colegas e professores, e juntos com a jornalista Nina Veras, formada pela Ufac, criaram o projeto Tecnutri.AC Podcast, disponível no Spotify e com canal no YouTube.

Além de contar com as vivências dos dois alunos no campo da acessibilidade, com suas dificuldades e conquistas, o programa trata de questões sobre tecnologia e nutrição, ficando no ar não só para acadêmicos, mas para o público em geral. Um dos objetivos é abrir espaço para opinião de alunos e professores sobre a vida universitária e seus cursos.

O projeto começou em setembro de 2021, tem 11 episódios e 163 inscritos. Hoje conta com mais de 900 horas de exibição só no YouTube. Parte significativa do Tecnutri discute possibilidades de melhoria em adaptação e acessibilidade no ambiente acadêmico. Desse modo, vira espaço de diálogo com monitores do Núcleo de Apoio à Inclusão da Ufac, no sentido de buscar soluções, por meio de tecnologias assistivas, para falhas que possam existir.

Segundo João Gabriel, as pautas se originam do campus universitário e ganham o mundo, estimulando o interesse de todos os ouvintes e de estudantes que podem um dia estar na universidade. “Incentivar as pessoas de forma geral a conhecer nossa rotina é cada vez mais trazer estudantes com deficiência e sem deficiência para o ambiente acadêmico”, disse. Ele citou um dos episódios em que a coordenadora de Nutrição da Ufac, Fernanda Andrade Martins, fez uma apresentação do curso de modo a fazê-lo conhecido pelo grande público.

“Além de incentivar a troca de conhecimentos, o podcast Tecnutri tem como proposta ser uma forma de apoio para alunos e para quem carrega sonhos sentir-se capaz de realizar seus próprios projetos”, acrescentou João Gabriel.

Fonte: UFAC