+55 (61) 9 7400-2446

Sem categoria

Reunião na SCIT-RS discute liberação de verba para semicondutores

foto1365515902IMG_6482A Secretaria da Ciência, Inovação e Desenvolvimento Tecnológico promoveu reunião entre o ministro interino da Ciência, Inovação e Tecnologia, Luiz Antonio Rodrigues Elias e uma comitiva da Unisinos, liderada pelo reitor Marcelo Aquino. O tema do encontro, mediado pelo secretário Cleber Prodanov, foi a liberação da verba de R$ 15 milhões para o Instituto de Semicondutores do Parque Tecnológico da Unisinos. Participaram da reunião também o deputado federal Ronaldo Zulke e o empresário Ricardo Felizzola, representante da Altus/HT Micron.

O projeto do Instituto de Semicondutores está tramitando no Ministério da Ciência, Inovação e Tecnologia e o governo estadual está empenhado em agilizar a liberação da verba de R$ 15 milhões, em função da importância estratégica do Instituto para o Estado e para o cluster dos semicondutores do Rio Grande do Sul. “Queremos o desenvolvimento do setor de semicondutores no Estado e o instituto é fundamental para fechar os elos faltantes da cadeia”, disse o secretário Cleber Prodanov, que tem atuado na defesa do projeto junto ao Ministério. Além disso, o secretário ressalta a importância  do investimento da coreana HT Micron, que está implantando sua unidade de encapsulamento de chips no Tecnosinos, para o desenvolvimento do Rio Grande do Sul. O ministro interino Luiz Elias garantiu que os recursos devem ser liberados ainda neste primeiro semestre.

O complexo de semicondutores da Unisinos é formado pelo Instituto de Semicondutores e pela HT Micron, que já está em operação no Tecnosinos, mas espera a conclusão do prédio do ITT Chip para transferir a unidade para uma sala limpa  no local. A relação da empresa HT Micron com a universidade foi bastante destacada no encontro, assim como a importância da interação entre a atividade industrial e a produção do conhecimento. A elaboração dos currículos do instituto, por exemplo, recebe a orientação da empresa, para que a formação dos profissionais atenda a demanda industrial.

O  reitor Marcelo Aquino apresentou ao ministro interino o sistema de ciência, tecnologia e inovação da universidade. O Instituto Tecnológico de Semicondutores foi destacado. ”Nosso objetivo é desenvolver um centro de excelência em Semicondutores na América Latina que vai prestar serviços tecnológicos e pesquisa aplicada para o setor produtivo”, disse.

O Instituto de Semicondutores é um dos grandes projetos inovadores do país e terá grande impacto no desenvolvimento regional.  Do conjunto de 21 laboratórios que fazem parte do instituto, nove já estão em funcionamento. O objetivo é criar um centro de referência em encapsulamento e teste de semicondutores, com formação de recursos humanos altamente qualificados e suporte tecnológico empresarial, por humanos altamente qualificados e suporte tecnológico empresarial, por meio da prestação de serviços qualificados.

Fonte: SCIT-RS

Próximos Eventos