Destaques

Vanderlan Cardoso, de Goiás, será o novo presidente da CCT no Senado

Os líderes partidários acertaram nesta terça-feira, 12/2, a partilha das comissões temáticas no Congresso Nacional. No Senado, a comissão de Ciência, Tecnologia, Comunicações e Informática ficou com o Progressistas (PP). E a indicação será para o senador Vanderlan Cardoso, de Goiás.

Cardoso é senador em primeiro mandato, mas já foi duas vezes prefeito de Senador Canedo e tentou duas vezes o governo de Goiás. Ele é empresário, fundador do grupo Cicopal, que fabrica salgadinhos. Pelo acerto político, ele será eleito por aclamação na reunião desta quarta, 13/2.

Na divisão, o maior partido, MDB, ficou a CCJ, Educação e Orçamento. O PSD vai presidir duas, Assuntos Econômicos e Relações Exteriores, assim como o PSDB, que ficou com as comissões de Desenvolvimento Regional e Fiscalização e Controle.

Os demais partidos presidem uma única comissão cada: PT com Direitos Humanos, Rede com Meio Ambiente, PSL com Agricultura, DEM com Infraestrutura, Podemos com Assuntos Sociais. PRB e PSC vão se revezar na comissão Senado do Futuro.

Uma das missões iniciais do senador à frente da CCT no Senado será o encaminhamento para a votação do PLC 79/2016, que altera o marco regulatório das Telecomunicações. O projeto de lei que altera a Lei Geral das Telecomunicações (Lei 9.472, de 1997) recebeu emendas no Plenário no final do ano passado e voltou ao exame da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT). O destino da Lei de Informática também será discutido por essa nova CCT.

Fonte: Convergência Digital

Próximos Eventos