Destaques

Uso de tecnologia garante funcionamento das eleições em áreas remotas do país

Áreas rurais, comunidades ribeirinhas, quilombolas, aldeias indígenas… mais de mil locais de votação estão em áreas remotas do país sem quase ou nenhuma comunicação, em 16 estados, a maioria na Amazônia legal.

Para garantir o voto dos eleitores dessas localidades, os desafios vão muito além da logística para a entrega da urna eletrônica, que por vezes só chega de barco ou helicóptero.

No próximo domingo, durante a votação operadores de Transmissão atuarão nesses locais de votação. Eles foram treinados e estão equipados para solucionar possíveis problemas de funcionamento da urna e, após o encerramento da votação, realizam a transmissão via satélite dos votos de maneira quase instantânea, por meio de um equipamento portátil.

O coordenador de logística do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas, Leandro Simão, explica como o sistema garante a rapidez na apuração das eleições.

Leandro afirma que esse tipo de transmissão não interfere na segurança porque as informações são criptografados para que não exista qualquer possibilidade de modificação dos dados.

Além da distância, a instabilidade ou até mesmo a falta de energia nas áreas remotas também são um entrave, por isso as urnas eletrônicas seguem com baterias para garantir a autonomia no funcionamento do equipamento.

Fonte: EBC

Próximos Eventos