Destaques

Uso de biotecnologias na pecuária bovina pode contribuir para a sustentabilidade

Para falar sobre biotecnologias reprodutivas na pecuária bovina do Oeste do Pará, o programa Brasil Rural entrevistou o doutor em reprodução animal e professor Kedson Neves, da Universidade do Oeste do Pará – Ufopa.  Segundo ele, a Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF), que é um aperfeiçoamento da técnica de inseminação artificial, consiste em fazer a inseminação em horários e datas programadas; sem a necessidade de fazer a observação de cio.

O professor explica que essa técnica reprodutiva é muito vantajosa para o produtor, pois permite a utilização de touros de maior qualidade, que produzirão descendentes mais eficientes e precoces, aumentando assim o rebanho, sem aumentar o desmatamento. Além desta vantagem, a inseminação pode ser feita com dia e hora marcada e custo mais acessível.

Ele esclarece, ainda, que com a utilização das tecnologias disponíveis no cenário atual é possível fazer uma pecuária sustentável no ambiente amazônico. “Nós utilizando o mínimo de tecnologia podemos dobrar a capacidade produtiva das pastagens e aumentar a produtividade dos rebanhos”.

Ouça a entrevista completa:

 

 Fonte: EBC

Próximos Eventos