Destaques

Universo: Brasileiros descartam teoria sobre a misteriosa matéria escura

Pedro Peduzzi e Marcos Chagas, hoje nosso Universo começa com um enigma.

 

Quem advinha?

 

Está em praticamente todo o universo! Pode inclusive estar aqui. Aí, atravessando seu corpo neste momento e tudo que há na Terra.

É misteriosa ! Indecifrável, ainda! O que é? O que é?

Falando assim desse jeito enigmático, só pode ser a matéria escura.

 

Acertou.

 

A matéria escura é um dos maiores enigmas do universo e está longe de ser desvendado.

E por que é tão misteriosa assim, gente?

Por que não conseguimos detectá-la com os nossos sentidos e nem com a tecnologia que temos disponível atualmente.

 

Nem os equipamentos mais modernos que captam luz ou radiação têm condições de saber do que a matéria escura é feita.

Aliás, o que emite luz e radiação representa apenas 5% do que conhecemos no universo. Ou seja, os 95% restantes…..

Apesar de sabermos que ela está lá entre as galáxias, no nosso sistema solar, e aqui entre nós, ainda não é perceptível.

Mais ou menos, por que há estudos que apontam o impacto da matéria escura no movimento do gás das galáxias e da influência gravitacional sobre corpos celestes, por exemplo.

Outros tantos estudos, procuram explicar qual é a composição. Do que ela é feita. Por enquanto, a ciência só tem condições de descartar hipóteses.

 

Foi isso que um estudo feito no Brasil em parceria com o Irã e Itália fez para ajudar a esclarecer um pouco mais esse assunto tão obscuro.

 

E bota obscuro nisso!!!

 

Liderado pelos professores de Física da Universidade Federal do Espírito Santo, Davi Rodrigues e Valério Marra, uma importante linha de pesquisaS foi descartada.

Era a que dizia que a gravidade é diferente a depender da galáxia, o que colocaria em em xeque até mesmo a teoria da gravidade proposta por Isaac Newton e a da Relatividade Geral, de Albert Einstein.

E como esse estudo ajuda a entender o que é, afinal, a matéria escura?

A esperança é a de que a matéria escura possa ser detectada em laboratório.

 

Participaram do estudo também, Antonino del Popolo, da Universidade de Catania, na Itália e Zahra Davari, da Universidade Bu Ali Sina, no Irã.

 

Universo fica por aqui.

Apresentação de Adrielen Alves, Marcos Chagas e Pedro Peduzzi.

Fonte: EBC

Próximos Eventos