+55 (61) 9 7400-2446

Notícias

UFRJ lança mestrado profissional em Educação, Gestão e Difusão em Biociências

O Instituto de Bioquímica Médica, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), abriu inscrições para o exame de seleção ao seu programa de Pós-graduação em Química Biológica, nível Mestrado Profissional, nas áreas de Educação, Gestão e Difusão em Biociências (MP-EGeD), com início no segundo semestre de 2012. São 10 (dez) vagas para portadores de diploma de Graduação em cursos reconhecidos pelo MEC que tenham interesse em desenvolver ações nestas áreas.

Inscrições gratuitas de 25 de maio a 22 de junho de 2012, no horário de 10h às 16h. A documentação para inscrição deve ser entregue na Secretaria do MP-EGeD, localizada na UFRJ – Cidade Universitária, Centro de Ciências da Saúde, Instituto de Bioquímica Médica, Bloco D, Subsolo, Sala DSS08.

A seleção de candidatos será nos dias 7, 23, 24, 25 e 26 de julho de 2012, através de prova escrita e oral. O edital está disponível em https://docs.google.com/file/d/0B8bwJcvILCLEUnE4Mjc2V0Y3bVk/edit?pli=1 e também segue anexado em PDF. Mais informações podem ser obtidas através do e-mail: mpposgrad@bioqmed.ufrj.br

 

Entrevista com a Professora Andréa Velloso, do Programa de Educação, Gestão e Difusão em Biociências:

Trata-se do primeiro programa de Mestrado Profissional da UFRJ?

Não, este é o 8º programa de MP da UFRJ, mas é o único em Educação, Gestão e Difusão em Biociências.

Do que exatamente se trata essa modalidade?

Está é uma modalidade, também, stricto sensu, mas cujo objetivo é qualificar profissionais sem retirá-los do mercado de trabalho. Segundo a portaria da CAPES, o objetivo é formar profissionais qualificados para o exercício da prática profissional avançada e transformadora de procedimentos, visando atender a demandas sociais, organizacionais ou profissionais e do mercado de trabalho,  além de transferir conhecimento para a sociedade, atendendo demandas específicas e de arranjos produtivos com vistas ao desenvolvimento nacional, regional ou local;

Qual é a diferença para o Mestrado Acadêmico?

Basicamente é o objetivo da formação, que é “devolver” o aluno qualificado para o mercado de trabalho e que ele aplique seus conhecimentos no mesmo. E uma outra diferença é o trabalho de conclusão final do curso que poderá ser apresentado em diferentes formatos, tais como: dissertação, revisão sistemática e aprofundada da literatura, artigo, patente, registros de propriedade intelectual, projetos técnicos, publicações tecnológicas; desenvolvimento de aplicativos, de materiais didáticos e instrucionais e de produtos, processos e técnicas; produção de programas de mídia, editoria, composições, concertos, relatórios finais de pesquisa, softwares, estudos de caso, relatório técnico com regras de sigilo, manual de operação técnica, protocolo experimental ou de aplicação em serviços, proposta de intervenção em procedimentos clínicos ou de serviço pertinente, projeto de aplicação ou adequação tecnológica, protótipos para desenvolvimento ou produção de instrumentos, equipamentos e kits….

E para a Especialização?

A Especialização não é uma pós-graduação stricto sensu e sim lato sensu. A carga horária e a grade curricular são muito diferentes, além do título.

Qual é o público-alvo?

Como o curso tem uma amplitude já no título, o público é diverso: professores da educação básica, jornalistas que queiram se qualificar na área científica e de divulgação, artistas voltados para divulgação científica, gestores de ciência ou de instituições de fomento à ciência, entre outros.

Fonte: ABC

Próximos Eventos