Notícias

Trabalhadores de TI do Distrito Federal mantêm greve

Os trabalhadores de TI do Distrito Federal, que prestam serviços aos órgãos públicos, mantiveram a greve iniciada na segunda-feira, 18. Eles rejeitaram a proposta de reajuste salarial oferecida pelo sindicato patronal, de reposição do índice da inflação (6,3%) e vale-alimentação de R$ 8 (para 6 horas diárias) ou de R$ 9 (para 8 horas diárias).

O Sindicato dos Trabalhadores de Empresas e Órgãos Públicos e Privados de Processamento de Dados, Serviços de Informática, Similares e Profissionais de Processamento de Dados do Distrito Federal (Sindpd-DF) realizou assembleia com cerca de 300 trabalhadores na manhã desta terça-feira, 19. Segundo o secretário-geral do Sindpd-DF, Edson Simões, o sindicato patronal concordou em negociar uma contraproposta caso o trabalho fosse retomado. Por votação unânime, entretanto, os trabalhadores decidiram manter a greve por tempo indeterminado.

A assessoria de imprensa do Sindpd-DF diz que a entidade até chegou a articular uma contraproposta para apresentar ao sindicato patronal, que exigia aumento de 7,5% e 10% de reajuste no piso da categoria. A contraproposta incluiria ainda o vale-alimentação de R$ 12 para este ano e R$ 14 para o ano que vem. Com a manutenção da greve, porém, não houve negociação.

Nesta quarta-feira, 20, os trabalhadores irão realizar outra assembléia para decidir os rumos do movimento, e, paralelamente, haverá outra reunião com o sindicato patronal para tentar resolver o impasse e reabrir as negociações.

Fonte: TI Inside

Próximos Eventos