+55 (61) 9 7400-2446

Destaques

Torre para estudos climáticos da Amazônia deve ser inaugurada em abril

O Observatório da Torre Alta da Amazônia está em fase final de instalação de equipamentos e deve começar a operar em abril. A torre Atto é o maior centro de estudos climáticos do mundo e procura analisar a interação entre a floresta e a atmosfera.

A construção está localizada a 150km de Manaus e conta com a torre principal de 320 metros além de outras duas de 80 metros cada. Tudo foi projetado numa área remota para evitar o impacto da poluição urbana nas obervações que serão feitas no laboratório e também uma região estratégica com o máximo do ecossistema preservado.

O observatório começou a ser construído em 2015 como projeto do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, com investimento dos governos brasileiro e alemão. O laboratório promete ser um centro superequipado para pesquisas que ajudem a compreender a situação climática da floresta para criar estratégias de preservação do bioma. É o que diz o presidente do comitê científico do Programa de Grande Escala Biosfera-Atmosfera na Amazônia Doutor Paulo Artaxo: ” A torre vai permitir realizar medidas que seriam impensáveis há alguns anos pela falta desses laboratórios, e, com isso, vai dinamizar e muito a pesquisa científica nessa área na região amazônica, estudando, por exemplo, balanço de carbono, pra saber se o Brasil está efetivamente cumprindo suas obrigações no acordo de Paris ou não e muitas outras questões”.

O objetivo a longo prazo é coletar dados a partir de processos de troca e transporte de gases entre a floresta e a atmosfera por um período de 20 a 30 anos para estabelecer padrões e buscar novos olhares sobre a floresta amazônica.

Também são destaques do Jornal da Amazônia 1ª Edição desta segunda-feira (13): projeto leva tecnologias sociais de saúde a municípios do Amazonas; Procon Maranhão realiza a terceira edição da Semana de Prevenção e Combate ao Superendividamento
O Jornal da Amazônia 1ª Edição vai ao ar, de segunda a sexta-feira, às 7h45, na Rádio Nacional da Amazônia, uma emissora da Empresa Brasil de Comunicação.

Fonte: EBC

Próximos Eventos