Destaques

Startup que usa robôs para investir seu dinheiro ganha aporte de R$ 17 mi

A Magnetis, startup que vai na onda das aplicações financeirassugeridas por robôs, conquistou mais um incentivo para refinar sua plataforma – e tentar se destacar na disputa pelas melhores cestas de investimentos do Brasil.

O negócio anunciou um aporte série A no valor de 17 milhões de reais. O investimento foi liderado pelos fundos Monashees e Vostok Emerging Finance e completado pelo fundo Redpoint e.ventures e por investidores-anjo.

Os recursos serão usados para a melhoria dos produtos e da experiência dos clientes. A ideia é que o investidor consiga montar uma carteira sofisticada de forma simples, independente de seu conhecimento financeiro ou patrimônio, afirma o fundador Luciano Tavares.

Os questionários de investimento serão mais informais e as dicas de planejamento financeiro devem se estender ao longo das fases da vida do cliente, por exemplo. “A gente recentemente lançou aplicativos mobile para Android e para iOS. Já é uma melhoria, mas sempre estamos em evolução.”

Não é a primeira vez que a brasileira Monashees realiza um investimento na Magnetis. Ela já havia participado da rodada de capital semente da startup, em 2015, no valor de 3 milhões de reais. O aporte contou também com o fundo Redpoint e.ventures, com a aceleradora 500 Startups e com investidores-anjo. 

Este é o primeiro aporte do Vostok Emerging Finance na Magnetis, mas o fundo conhece bem as fintechs dos mercados emergentes. O Vostok já apostou em negócios brasileiros, como Creditas e Guia Bolso, no ano passado.

“Ter investidores conceituados, primeiro, é uma forma de validar nosso modelo de negócio. Investimento tem a ver com confiança e credibilidade”, afirma Tavares. “Além disso, os dois fundos trazem um conhecimento muito grande do mercado. A Monashees possui em seu portfólio empresas como a 99, enquanto a Vostok tem relacionamento com fintechs do mundo todo.”

Fonte: Exame

Próximos Eventos