Notícias

Sobre patrimônio no Piauí, órgão diz que tiros já têm dez anos

O Instituto Chico Mendes (ICMbio), braço do Ministério do Meio Ambiente responsável pela conservação de reservas ambientais (incluídos, aí, os parques nacionais), rebateu pontos levantados pela arqueóloga Niède Guidon em entrevista exclusiva à Folha.

Desenhos pré-históricos no Piauí exibem marcas de tiros

Em comunicado da assessoria de imprensa, o órgão governamental declarou que “os tiros a que a arqueóloga se refere datam de dez anos atrás, quando caçadores conseguiam entrar ilegalmente no parque.

Hoje em dia isso não ocorre mais, uma vez que o parque encontra-se muito bem monitorado”.

A assessoria do ICMBio também afirma que cuida da vigilância de 14 bases do parque, e que conta com 34 funcionários, entre servidores e prestadores de serviços.
Outras 14 bases são de responsabilidade da Fundação Museu do Homem Americano (Fundham), que é capitaneada por Guidon.

Segundo depoimento da arqueóloga, o parque nacional piauiense “carece de funcionários federais na sua administração.” Ela diz que faltam ainda verbas para manutenção do local, cujo perímetro é de 250 km.

A nota do órgão federal registra que ”assim que a equipe do ICMBio analisar os dados, poderá fazer um termo aditivo para continuação da parceria e alocação de mais recursos”, acrescentando que, desde 2009, mais de R$ 1,2 milhão foram repassados à Fundham.

“O valor atualmente destinado ao parque nacional da Serra da Capivara está muito acima do valor aplicado em média nas demais 309 unidades de conservação federais, em que pese o reconhecimento do Instituto Chico Mendes de que o valor destinado à unidade (mais de R$ 800 mil por ano) é insuficiente.”

AEROPORTO EM OBRAS

Consultado pela Folha, o deputado federal José Francisco Paes Landim (PTB-PI), declarou que por volta de R$ 20 milhões já foram gastos no aeroporto internacional de São Raimundo Nonato, cuja criação ocorreu em 1996, por decreto -e estimou que outros R$ 10 milhões serão necessários para sua conclusão.

Atualmente, esse parlamentar pleiteia recursos junto à União. “As obras devem ser concluídas neste ano, com a liberação de R$ 8 milhões em recursos pelo governo federal”, previu.

Quanto à demora na conclusão do aeroporto, Paes Landim afirma que a pista do aeroporto está pronta, “e que falta pouco mais da metade” para toda a obra acabar.

Procurado pela reportagem para rebater acusações de Guidon sobre desvio de verba, o governo do Estado do Piauí não se pronunciou.

A Polícia Federal também não se manifestou sobre atividades de caça no perímetro do parque nacional, expressamente proibida por lei federal.

Questionada pela reportagem, a Unesco não comentou as marcas de tiros nas pinturas ancestrais.

Fonte: Folha de São Paulo

Próximos Eventos