+55 (61) 9 7400-2446

Notícias

Sem Internet e sem dinheiro, Segurança Pública não se comunica no Brasil

Se a falta de integração das bases de dados já cria dificuldades para o combate à criminalidade em nível nacional, a carência de conectividade para além das capitais dos estados é uma barreira ainda maior. É o que aponta o secretário de segurança pública do Amazonas, Louismar Bonates, no painel sobre desafios durante o fórum ‘A evolução tecnológica na segurança pública’, realizado pela Network Eventos, nesta quinta-feira, 27/05, em parceria com o portal Convergência Digital.

“A questão da internet é um problema muito sério para nós. No interior do estado não temos ligações sequer entre delegacias e quartéis da PM. E como os municípios não tem acesso ao banco estadual, um criminoso pode ser considerado primário em um município, colocado em liberdade, e vai cometer o mesmo delito em outro. Essa falta de comunicação prejudica. Mas para tudo isso precisa recursos”, relata Bonates.

Como destacou durante o debate, a falta de comunicação gera facilidades para a ação criminosas. E o sistema como um todo se ressente da falta de recursos para investimentos, inclusive em soluções tecnológicas que poderiam ser aliadas na tarefa.

“As delegacias não têm um padrão de documentação até em razão da falta de comunicação, porque não tem como transmitir. Portanto, a tecnologia precisa ser uma aliada. Mas para isso voltamos à tecla da falta de recursos. Se não tivermos investimentos na área de segurança acabaremos gastando ainda mais em saúde, gastaremos ainda mais em educação. Vemos a população trancada em grades pela falta de sensação de segurança.”

Fonte: Convergência Digital (adaptada) em 27/05/2021

Próximos Eventos