Notícias

Secretaria de C&T do ES realiza estudos sobre ensino tecnológico

A Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia (Sect) formou um comitê interinstitucional para analisar as condições e modelos de ensino superior tecnológico que seria ideal ao Espírito Santo.

O grupo, que se reuniu nesta terça-feira (26), é coordenado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo (Fapes) e tem representantes das Secretarias de Estado da Educação (Sedu) e de Planejamento (SEP), do Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), da Agência de Desenvolvimento em Rede do Espírito Santo (Aderes).

Ensino profissionalizante, com formato de graduação acadêmica, os cursos técnicos têm o propósito de capacitar os alunos, proporcionando conhecimentos teóricos e práticos das diversas atividades do setor produtivo. De acordo com o titular da Sect, Jadir Péla, a sociedade vive um grande desafio, gerado pelas novas oportunidades de emprego em áreas nas quais há pouca formação no estado.

“Não devemos nos perguntar quanto custa uma universidade pública estadual de caráter tecnológico. Devemos perguntar quanto custa não ter uma instituição deste porte no Espírito Santo”, afirmou o secretário. Segundo ele, o custo social da falta de formação é muito mais elevado do que o investimento no setor.

A expectativa do grupo é de apresentar, no prazo de 90 dias, um projeto estratégico, resultante dos estudos atuais, que contemple uma análise do modelo de gestão, dos cursos, da estrutura e do modelo pedagógico a ser desenvolvido.

Para o secretário, o estado não deve se preocupar em oferecer cursos que já estão contemplados nas instituições públicas ou privadas. “Devemos propor cursos de natureza tecnológica, que combinem novas tecnologias interativas com a necessidade do mercado de trabalho”, analisou.

Fonte: Ascom SECT-ES

Próximos Eventos