Notícias

Sebrae prepara empreendedores para as oportunidades da Copa

Durante 22 anos, o empresário Roberto Carlos da Silva, dono da Silcol Eco Pousada, viu os hóspedes se entreterem com seis piscinas, dois toboáguas, passeios a cavalo, charrete, jogos de futebol ou, simplesmente, com confortáveis redes instaladas no bosque. Não faltavam opções de lazer dentro do seu empreendimento em Parelheiros, na zona rural de São Paulo (sim, existe uma zona rural na maior cidade da América Latina). Mas Silva percebeu que, apesar de toda a infraestrutura da pousada, o cliente queria mais.

A partir do segundo semestre, o empresário começará a vender ingressos para passeios a cachoeiras e redutos indígenas da região, como a Aldeia Krukutu, de guaranis. Silva está comprando um pequeno caminhão, que vai adaptar para transportar confortavelmente 15 turistas. Até hoje, quando um cliente da pousada buscava passeio semelhante, tinha de fazê-lo por conta própria, Silva só indicava o guia. “Vou abrir um novo ramo de negócio”, diz o dono da Silcol, que pretende fazer o faturamento crescer 33% este ano, e chegar a R$ 1 milhão.

Silva foi um dos 800 empresários que participaram, no ano passado, de dois encontros promovidos pelo Sebrae na capital paulista, voltados à preparação para a Copa de 2014. Neste ano, mais quatro grandes eventos estão agendados na cidade, em março, junho, setembro e dezembro. O objetivo é chamar a atenção dos empreendedores para oportunidades geradas a partir do megaevento esportivo. “O Sebrae me apontou essa tendência mundial, de que o turista não fica mais parado, se divertindo em um lugar só, quer explorar, conhecer”, diz Silva.

Programas incluem também cursos de idiomas para prestadores de serviços, como taxistas

Segundo José Bento Desie, consultor em serviços do Sebrae-SP, que coordena o “Programa Sebrae 2014”, foram definidas nove áreas com potencial para gerar negócios a partir da Copa: construção civil, madeira e móveis, têxtil e vestuário, agronegócios, tecnologia da informação e comunicação, comércio varejista, serviços em geral, turismo e artesanato. “Convidamos os micro e pequenos empresários desses segmentos para participar dos encontros”, explica.

O evento é dividido em duas partes: na primeira, o Sebrae-SP trata de temas transversais a todo negócio – sustentabilidade, inovação, gestão e mídias sociais -, procurando discutir o que é tendência em nível mundial. Na sequência, o público é dividido em oficinas, de acordo com seu ramo de negócio, para discutir o que pode ser colocado em prática a partir das ideias apresentadas. Além disso, o Sebrae-SP promoverá três rodadas de negócio, aproximando os empreendedores de potenciais clientes. A primeira será em maio.

“São 630 mil micro e pequenos empreendedores na capital que terão a oportunidade de mostrar seus produtos ou serviços a gente de diversas partes do mundo”, afirma Desie. “É preciso que eles estejam prontos para isso, mas o mais importante é que a Copa funcione como uma alavanca para os seus negócios, mesmo depois do evento ter terminado.”

Ideli Gazarra, dona da Scalon Uniformes, está animada em descobrir clientes de outras áreas. “Com a Copa, é fundamental atender a área de hotelaria”, afirma a empresária, que trabalha com seis “facções” – fornecedores que produzem as peças de roupa a partir da modelagem, tecidos e aviamentos fornecidos pela Scalon. Ideli lançou este mês o serviço de telemarketing, que entra em contato com os potenciais clientes de hotelaria, e no mês que vem planeja colocar no ar sua loja virtual.

Mas não são só os empresários que se beneficiam dos programas do Sebrae na capital. O taxista Aílton Gonçalves, de 59 anos, soube em dezembro do programa “Taxista Nota 10”, desenvolvido pela instituição em parceira com a Confederação Nacional do Transporte (CNT). Interessou-se pelo curso de espanhol, oferecido à distância. Inglês e francês ele já tinha estudado no passado, quando trabalhou em multinacionais. “Mas a gente esquece se não usa”, diz o taxista, formado em administração de empresas, que atende em um ponto da rua Amauri, endereço requintado da zona sul paulistana.

Próximos Eventos