Notícias

Projetos de games arrecadam milhões com doações de fãs

Brian Fargo, produtor de games norte-americano e criador do RPG pós-apocalíptico “Wasteland”, lançando em 1988 para PC, precisava de US$ 900 mil para financiar a sequência “Wasteland 2”.

Depois de a ideia ter sido recusada por uma série de distribuidores e investidores, Fargo decidiu trilhar um caminho diferente: por que não negociar o financiamento diretamente com os fãs?

A tática deu certo. Por meio de um projeto no Kickstarter, sistema on-line para arrecadação de fundos, “Wasteland 2” conseguiu mais de US$ 2,4 milhões em doações.

Reprodução
Primeira imagem de "Wasteland 2", RPG pós-apocalíptico
Primeira imagem de “Wasteland 2”, RPG pós-apocalíptico

“É irônico, mas os fãs confiam mais nos desenvolvedores do que as distribuidoras, que procuram jogos que agradem muita gente ao mesmo tempo. Games de nicho perderam espaço, apesar de a demanda existir”, diz Fargo.

Os valores das doações vão de US$ 1 a US$ 10 mil. Quanto mais alta a contribuição, maior a recompensa que o projeto dá -download do game em alta definição, pôster autografado ou camiseta do jogo. Dá até mesmo para virar um personagem da trama.

Fãs podem participar do fórum oficial do projeto com sugestões e acompanhar o desenvolvimento do jogo, que se passa em um mundo totalmente destruído após uma guerra nuclear entre EUA e União Soviética.

Segundo Fargo, o dinheiro excedente permitirá suporte para mais idiomas, mapas mais amplos e um som mais rico, além de versões extras para Mac e Linux.

A inspiração do produtor veio da iniciativa de Tim Schafer, a mente criativa por trás de jogos clássicos de computador como “Day of the Tentacle” e “Full Throttle”.

Schafer pediu, também via Kickstarter, US$ 400 mil para viabilizar seu próximo projeto, “Double Fine Adventure”. Em apenas oito horas, o jogo conseguiu alcançar o valor inicial e, ao fim do projeto, recebeu um total de US$ 3,3 milhões.

REDE DE FINANCIAMENTO

Para que outras pessoas se beneficiem de projetos bem-sucedidos como os de Fargo e Schafer, o Kickstarter oferece o “Kick It Foward”, função que permite que lucros de produtos financiados por meio do site sejam investidos em outros projetos.

“Wasteland 2” participa da iniciativa e doará 5% de todo o lucro do game. “Isso é fantástico, pode ajudar o nascimento de muitas coisas novas e cria uma rede de colaboração”, diz Fargo.

Fonte: Jornal Folha de São Paulo

Próximos Eventos