Notícias

Programa de internet gratuita no RJ é apresentado na favela do Alemão

O secretário estadual de Ciência e Tecnologia, Alexandre Cardoso, apresentou, na tarde desta segunda-feira, o projeto de internet gratuita que vai chegar ao Complexo do Alemão, o Rio Estado Digital. Em reunião no Cetep do Alemão, líderes comunitários do complexo puderam conhecer os detalhes da implantação do projeto. Representantes das universidades PUC e Uerj, parceiras da secretaria na implantação do projeto, também estiveram presentes para esclarecer dúvidas dos moradores.

– A população tem que estar integrada a este projeto, porque é uma área com topografia diferente, muito extensa, a maior do programa. Por isso, estamos entrando com o suporte de duas universidades, e vamos fazer quantas reuniões forem necessárias – afirmou Cardoso.

O presidente da Associação de Moradores da Fazendinha, Williams Florêncio, destacou o caráter educacional da rede do estado, em que os usuários podem fazer cursos profissionalizantes no portal do programa.

– Com a internet gratuita vai facilitar muito. Hoje, o morador só sabe o básico de internet. Ele usa mais Orkut. Tem gente que sabe mexer, mas não sabe sequer desligar o computador. Temos que oferecer cursos, ensinar a pescar, para que amanhã não se pesque o que não deve ser pescado. Além disso, para a maioria, que está desempregada, é difícil pagar internet.

O projeto do Complexo do Alemão vai custar cerca de R$ 5,5 milhões e será estendido ao Complexo da Penha. A rede será implantada em etapas ao longo de um ano. A primeira área beneficiada deve ser conectada em meados de junho. No primeiro ano após a implantação, o projeto passa por ajustes técnicos de acordo com informações passadas pelos próprios moradores, que vão contar com o apoio de monitores da comunidade. Para cobrir os três milhões de metros quadrados de área, 257 antenas vão ser instaladas para transmitir o sinal wi-fi. Os moradores vão poder captar o sinal com celulares, laptops ou desktops com placa de rede sem fio instalada. Nas áreas de sombra, será necessário comprar uma antena externa para captar o sinal das antenas do programa. Os aparelhos custam, em média, de R$ 40 a R$ 80.

O programa

O Rio Estado Digital, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro com o suporte de universidades e do IME, oferece internet gratuita com conteúdos orientados à inclusão digital.

O programa, iniciado no fim de 2008, atende as comunidades de Santa Marta, Cidade de Deus, Manguinhos (condomínio do PAC), Pavão-Pavãozinho/Cantagalo e Rocinha, além de corredores importantes do Rio, como a orla da Zona Sul, as avenidas Brasil, Presidente Vargas e Duque de Caxias (Vila Militar), a Rua Teresa (Petrópolis) e sete municípios da Baixada Fluminense parcialmente (São João de Meriti, Duque de Caxias, Belford Roxo, Nova Iguaçu, Mesquita, Nilópolis e Magé). Durante o Carnaval de 2010, o Rio Estado Digital também conectou a Marquês de Sapucaí, registrando mais de quatro mil acessos do público nos dois dias de desfile do Grupo Especial.

O programa tem a parceria de universidades e do IME, que são responsáveis pela implantação da rede e por seu gerenciamento inicial. No primeiro ano de instalação, a rede passa por ajustes técnicos, de acordo com informações passadas pelos próprios moradores, que contam com o apoio de monitores da comunidade para se conectar.

A PUC-RJ é parceira do projeto na Rocinha, no condomínio do PAC em Maguinhos, no Santa Marta, na Cidade de Deus, no Pavão-Pavãozinho/Cantagalo e na Rua Teresa. Além dela, são também parceiras a Uerj (avenidas Brasil e Presidente Vargas), a UFF (Baixada Fluminense), a UFRJ (orlas de Copacabana/Leme e Ipanema/Leblon) e o Instituto Militar de Engenharia (Vila Militar).

Além de familiarizar as pessoas com a internet, de permitir a comunicação e a inclusão digital, o acesso ao Rio Estado Digital também permite que os moradores das comunidades possam, aos poucos, aprender a usar a rede para outros fins. Um deles está previsto no Portal Rio Estado Digital, que foi desenvolvido pela PUC-RJ. A página oferece cursos profissionalizantes a distância, canais de acesso rápido a serviços governamentais disponíveis na internet, informações de empreendedorismo e acesso a sites para cadastro de currículos. O endereço é www.rioestadodigital.rj.gov.br.

Fonte: Portal SCT-RJ de 14/02/2011