Notícias

Professor Paulo Brofman assumirá Fundação Araucária

A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná já tem novo presidente. Quem assume a instituição é o professor doutor Paulo Roberto Slud Brofman.
Brofman disse que se sente honrado em ter recebido o convite para assumir a presidência de um dos principais agentes na atuação da política de Ciência e Tecnologia do Estado do Paraná. “Este cargo muito bem conduzido pelo professor Zeferino Perin trará a mim, uma responsabilidade imensa de buscar solidificar o que esta bom e tentar melhorar e expandir a capacidade operativa da fundação, buscando na esfera municipal e federal, parcerias que possam disponibilizar mais recursos para Ciência e Tecnologia paranaense. Não faltará empenho e dedicação para que também possamos contribuir na nossa esfera de atuação e em consonância com a Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, no desenvolvimento do Estado”, comentou Brofman.
A posse será no dia 1° de fevereiro, às 11 horas. O local ainda será definido.

Curriculum
Paulo Brofman, 61 anos, nascido em Curitiba é médico com especialização em cirurgião cardiovascular. Formado pela UFPR em 1972, fez residência, especialização, mestrado e doutorado na USP em São Paulo. Foi Prof. Visitante da Universidade de Toronto e membro honorário do Instituto de Tecnologia Biomédica da Universidade de Erlangen-Nuremberg-Alemanha. Ex presidente da Sociedade Paranaense de Cardiologia, da Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardio Vascular e da Associação Brasileira de Terapia Celular.
Atualmente é Prof. Titular do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde da PUCPR, coordenador do Núcleo de Tecnologia Celular da PUCPR pertencente a Rede Nacional de Terapia Celular do Ministério da Saúde, Membro do Comitê Científico do Programa Binacional de Terapia Celular Brasil/Argentina e Coordenador da Subagenda Nacional de Prioridades de Pesquisa em Saúde área de Complexo Industrial da Saúde-Biotecnologia da Secretária de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde.

Fonte: Portal SETI/PR