+55 (61) 9 7400-2446

Destaques

Pesquisa: quase metade dos projetos de inovação é abandonada por falhas, aponta pesquisa

De acordo com uma nova pesquisa da empresa de cibersegurança Kaspersky, 98% dos líderes de inovação da América Latina admitem que os seus projetos falham muitas vezes antes de serem lançados. Inclusive, quase metade desses projetos (48%) nem sequer passa da fase de desenvolvimento. A falta de cooperação entre os departamentos de segurança da informação também faz aumentar a probabilidade de que um projeto nunca seja lançado.

A pesquisa mostra ainda que a fase de desenvolvimento é considerada a mais desafiadora ao longo do “ciclo de vida da inovação”, segundo 48% dos decisores seniores de inovação latino-americanos entrevistados concordam com essa afirmação. A pesquisa escutou 304 líderes de inovação de empresas ao redor do mundo, sendo que 50 deles são da América Latina.

Para a maioria das empresas latino-americanas, o principal motivo do fracasso da inovação é a falta de compreensão das necessidades dos clientes, com 26%. Isso significa que a capacidade de executar é tão importante como ter uma ideia brilhante, a fim de transformar um insight valioso numa solução rentável e plausível.

A cibersegurança não foi listada entre as principais razões pelas quais os projetos falham. No entanto, existe uma crença partilhada por 82% dos respondentes de que, ao não incluir um diretor de segurança da informação (CISO, em inglês) na fase inicial do processo, as empresas estão aumentando a probabilidade de que o seu projeto de inovação não seja bem-sucedido. Isso pode estar relacionado com a incapacidade de adaptar os projetos às regras rigorosas de cibersegurança, com mais de metade (54%) dos entrevistados acreditando que a política de segurança da informação em sua empresa asfixia a inovação.

A pesquisa foi realizada pela Savanta e ouviu 304 decisores seniores ligados à área de inovação de empresas de grande porte de seis regiões do mundo: Europa, MEA (Médio Oriente e África), Apac (Ásia-Pacífico), Latam (América Latina e Caribe), América do Norte e CIS (Comunidade dos Estados Independentes). Em seguida, os pesquisadores ainda realizaram mais 15 entrevistas qualitativas aprofundadas com altos decisores envolvidos em projetos de inovação.

Fonte: TI Inside

Próximos Eventos