Destaques

Pesquisa aponta que segurança de dados e inteligência artificial são prioridades para os tomadores de decisão em TI

A segurança de dados está no topo da lista (47%) das preocupações dos decisores de TI, seguida por preocupações em torno da implementação de inteligência artificial (AI) e machine learning para otimizar as operações e a experiência do cliente e impulsionar a inovação em termos de implementação de tecnologia emergente, com 40% cada. Esses são alguns dos apontamentos de uma nova pesquisa da Adobe, que entrevistou 1 mil tomadores de decisão de TI dos EUA pesquisados.

Mais da metade dos entrevistados (53%) indicaram também que colaboram com outros departamentos na visão e implementação de tecnologia. Dos 47% restantes, 27% disseram que as equipes de negócios definem a visão de tecnologia e trabalham com a TI para implementá-la, enquanto 18% disseram que a TI toma as decisões de tecnologia com sugestões da equipe de negócios. Apenas 2% disseram que a TI define a visão de tecnologia sem a participação de equipes de negócios.

“Estamos descobrindo que o relacionamento entre as equipes de negócios e as equipes de TI varia de empresa para empresa e depende muito das prioridades de uma organização”, diz Ronell Hugh, gerente de marketing de produto da Adobe Experience Platform. “Além disso, ter um líder claro, seja de negócios ou de TI, contribui para que os tomadores de decisões de TI sintam que estão em um relacionamento forte e colaborativo com o restante dos stakeholders da empresa.”

Quanto aos vários fatores que influenciam as decisões de compra dos líderes de TI, 48% dizem estar a procura de ferramentas que permitem integração mais rápida, 43% selecionam um fornecedor com base em sua capacidade de ser um diferencial estratégico e 41% querem tecnologia alimentada por AI.

A pesquisa também descobriu que os profissionais de TI acreditam que a AI separará os líderes dos retardatários na entrega de experiência do cliente (CX). 41% dos entrevistados disseram que inteligência artificial e machine learning serão os pontos mais valiosos na melhoria de CX, seguido pela Internet das Coisas (22%), voz (14%) e tecnologias imersivas, incluindo realidade virtual e aumentada (12%), e tecnologia chatbot (11%).

Gerenciamento de dados

Os resultados apontam ainda que 63% dizem ter sucesso na integração de suas diversas fontes de dados, 59% afirmam ter limpado e tratado com sucesso as informações para minimizar imprecisões e 59% dizem que estão usando os dados efetivamente para personalizar a experiência do cliente. “É muito importante que as equipes de TI ajudem as organizações a criar uma visão única do cliente”, afirma Hugh ao CMO.com. “No entanto, a maioria das organizações ainda enfrenta desafios para alcançar isso.”

Desafios no gerenciamento de dados incluem garantir que as informações estejam seguras, acionáveis e possam fluir facilmente pelos muitos sistemas que uma organização possui. “Surpreendentemente, ter muitos dados é um dos desafios menos citados; realmente usar os dados de forma efetiva é uma questão muito mais importante”, aponta Hugh.

Os respondentes também observaram outros desafios, como sistemas legados difíceis de integrar a novas tecnologias (38%), silos departamentais (32%), recursos inadequados (30%) e falta de visão compartilhada em toda a empresa (30%).

Ainda assim, as equipes de TI são muito otimistas na capacidade de suas organizações de causar um impacto positivo no cliente (95%) e 69% disseram que suas empresas têm as ferramentas e os sistemas certos para usar dados de forma eficaz para criar experiências personalizadas.

“As conclusões da pesquisa reforçam a noção de que os tomadores de decisão de TI desempenham um papel importante no gerenciamento da experiência do cliente”, diz Hugh ao CMO.com. “Os CIOs e suas equipes são como uma luz orientadora para outras funções dentro da empresa, ajudando a mostrar do que a tecnologia é capaz e permitindo que as equipes aprimorem as experiências dos clientes e, com isso, construam uma maior fidelidade.”

Fonte: TI Inside

Próximos Eventos