+55 (61) 9 7400-2446

Destaques

Para novas startups dos EUA, as Forças Armadas são o cliente ideal

Ao longo das colinas rochosas da costa sul da Califórnia, onde foram testados foguetes e lasers para o programa de defesa antimísseis “Star Wars” do presidente Ronald Reagan, o que parecia ser um grande inseto mecânico perseguia uma picape branca.

A menos de um quilômetro de distância, Palmer Luckey, de 28 anos, um dos mais orgulhosos iconoclastas da indústria tecnológica, falou animadamente sobre o potencial militar da máquina voadora – um drone autônomo, chamado Ghost, construído por sua startup, a Anduril. “Basta configurá-lo e depois ir fazer outra coisa que ele se vira”, afirmou.

Embora partes do Vale do Silício tenham mantido o Pentágono a distância nos últimos anos, a empresa de Luckey corteja agressivamente agências do governo e militares dos EUA.

É uma das várias jovens empresas de tecnologia, muitas delas longe do Vale do Silício, que não levam em consideração as preocupações com a potencial militarização de suas criações, algo que nos últimos anos provocou revoltas de funcionários em gigantes do setor como Google e Microsoft.

Em uma tarde recente, Luckey e outros funcionários da Anduril estavam no local de testes da empresa perto de Camp Pendleton, instalação de treinamento do Corpo dos Fuzileiros Navais dos EUA.

Fonte: Exame em 19/03/2021

Próximos Eventos