Destaques

Operadora amplia redes para aplicações de Internet das Coisas

A Vivo Empresas – área voltada ao segmento B2B da Telefônica Brasil – anuncia o lançamento das redes Narrow Band IoT (NB-IoT) e Long Term Evolution for Machines (LTE-M) e amplia suas ofertas de conectividade gestionada aos clientes, que agora podem optar pela tecnologia que melhor atende as suas necessidades, garantindo aos dispositivos conectados maior autonomia de bateria e operação mais eficiente.

Enquanto a rede NB – IoT responde melhor por dispositivos estáticos – com aplicações em cidades, por exemplo, em iluminação pública, lixeiras, bueiros inteligentes, sistemas de alarmes, monitoramento, além de medidores inteligentes de água, luz e gás – a tecnologia LTE-M apresenta melhor performance em aplicações que demandam mais mobilidade, como rastreamento de veículos, de animais, de objetos de alto valor ou até mesmo em sistemas de pagamento por P.O.S.

Ambas as tecnologias serão essenciais para suportar o grande número de dispositivos conectados previsto para os próximos anos, possibilitando que essas aplicações absorvam todas as características das novas redes, com alta autonomia de bateria, e melhor cobertura do sinal, especialmente em ambientes remotos ou de subsolo.

Uma das grandes vantagens se concentra no fato de as novas redes estarem integradas à Vivo Kite Plataform® – plataforma própria de gestão de dispositivos IoT da companhia. Desta forma, o cliente passa a ter uma gama de funcionalidades cruciais que darão sustentação ao volume massivo de linhas e dispositivos conectados.

Dentre os principais benefícios, é possível habilitar ou desabilitar serviços, acompanhar o status das conexões em tempo real, sua localização aproximada e até mesmo evitar uma utilização indevida de um equipamento não autorizado.

Atualmente, a Vivo conta com mais de oito milhões de dispositivos conectados no segmento M2M-IoT – do qual segue líder de mercado com 42% -, sendo que mais da metade desses dispositivos são gestionados na Vivo Kite Plataform.

Para potencializar o uso das redes NB-IoT e LTE-M, a Vivo já vem trabalhando para oferecer aos seus clientes B2B, ainda neste ano, a funcionalidade de embedded SIM (eSIM). A tecnologia de eSIM complementa o portfólio de SIM Cards tradicionais, viabilizando um novo modelo de negócio para a indústria. Com a iniciativa, o SIM Card se torna um componente eletrônico e passa a ser embarcado nos equipamentos durante o processo de fabricação dos dispositivos.

Além disto, a partir da integração com a Vivo Kite Plataform, será possível ativar a linha sob demanda e iniciar automaticamente, e sem nenhum processo manual, o funcionamento do serviço de comunicação, evitando assim custos ao cliente antes da venda do equipamento conectado ao consumidor final.

Fonte: TI Inside

Próximos Eventos