Destaques

OEA e Amazon se unem em plano de ação para aumentar cibersegurança

A Secretaria-Geral da Organização dos Estados Americanos (OEA) e a Amazon Web Services (AWS) publicaram seu primeiro relatório colaborativo, convocando ações para proteger os cidadãos, o setor privado e os governos. Este documento é o primeiro de uma série de alianças e outras iniciativas a serem desenvolvidas este ano. Ambas as organizações buscam aumentar o nível de conscientização dos líderes governamentais, do setor privado e da sociedade em geral sobre a importância da cibersegurança.

Com o título “Uma convocação para proteger os cidadãos, o setor privado e o governo”, o documento incorpora 56 ações concretas que abrangem áreas como cidadania e setor privado, operadores de infraestrutura crítica, governo e administrações públicas, ciberdefesa e luta contra o cibercrime, entre outras. Também incorpora recomendações destinadas a impulsionar o empreendedorismo e a gerar talentos, não só como elementos estratégicos para a cibersegurança em cada país, mas também como oportunidades de crescimento e de desenvolvimento.

O relatório também incorpora uma metodologia em sete fases para a definição de estratégias nacionais de cibersegurança, hoje considerada como um elemento fundamental da estabilidade social e econômica de qualquer nação, o que também contribui para a geração de confiança e para facilitar o crescimento econômico e industrial. Do mesmo modo, o documento aponta a importância de focar a cibersegurança na cooperação multilateral e transversal diante de uma ameaça global que não tem fronteiras.

A publicação tem as contribuições de Miguel Rego, que até 2016 foi Diretor Geral do Instituto Nacional de Cibersegurança da Espanha (INCIBE). Nos próximos meses, a OEA e a AWS lançarão uma publicação que busca fornecer maior compreensão do “Risco Cibernético”, bem como outros documentos focados no aumento do nível de conscientização entre líderes públicos e empresariais em toda a região.

Fonte: TI Inside

Próximos Eventos