+55 (61) 9 7400-2446

Notícias

“O Brasil não pode ficar para trás na área de Tecnologias 4.0”, diz Marcos Pontes em inauguração do Centro de Excelência MCTI

Na cerimônia de inauguração do primeiro Centro de Excelência MCTI em Tecnologia 4.0, em Sorocaba (SP), realizada nesta sexta-feira (25), o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, astronauta Marcos Pontes, ressaltou a importância do investimento em tecnologias para o futuro. Participaram do evento, o presidente da República, Jair Bolsonaro, a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, o ministro das Comunicações, Fábio Faria e o prefeito do Município, Rodrigo Manga.

“O Brasil não pode ficar para trás nesse momento nas tecnologias 4.0”, disse. “Se o País quiser ser competitivo no ambiente internacional, especialmente no retorno da pandemia, nós precisamos investir nas novas tecnologias e na automatização dos sistemas usados nas empresas para que elas sejam mais eficientes na produção”, avaliou Marcos Pontes.

O Centro de Excelência MCTI em Tecnologia 4.0 será pioneiro no Brasil no conceito “hélice quíntupla”, que une conhecimento e inovação, estimulando o desenvolvimento tecnológico, especialmente baseado em Internet das Coisas (IoT) e robótica.

O centro, criado no âmbito do Plano Nacional de IoT e da Estratégia Nacional para a Transformação Digital, será integrado ao Parque Tecnológico de Sorocaba, numa parceria entre o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), o Governo Federal e a prefeitura de Sorocaba. A metodologia será replicada nas indústrias de grande, médio e pequeno porte, universidades, escolas técnicas, entidades e organizações, permitindo a aplicação de novas tecnologias nas áreas de manufatura, logística, capacitação e desenvolvimento de pessoas. “Será um marco histórico para a cidade e a região”, projetou o ministro do MCTI.

A expectativa com o novo centro é a criação de novos postos de trabalhos, com capacitação de colaboradores em tecnologias 4.0, inovação, e a conexão da tecnologia aplicada nas indústrias e na fabricação de produtos, além de melhorias nas produtividades das mesmas, com maior eficiência e redução de custos, tornando-as mais competitivas.

Cerimônia de Demonstração da Tecnologia 5G para o Agro

Após a inauguração do Centro, a comitiva se deslocou para o Centro Universitário FACENS, onde foi realizada uma cerimônia de demonstração de tecnologia 5G para o Agro. Na solenidade, o ministro Marcos Pontes destacou as múltiplas aplicações da tecnologia 4.0 e a importância de capacitar uma nova geração de profissionais.

“Nós temos talentos e precisamos formar grandes profissionais, futuros engenheiros”, afirmou. “A ciência e a tecnologia vão ajudar na recuperação econômica”.

O presidente, Jair Bolsonaro, parabenizou o MCTI pela união entre o agronegócio a ciência e tecnologia e destacou a experiência de observar uma máquina agrícola sendo conduzida por sinal de satélite. “Como todos sabem, um país que não desenvolve sua ciência e tecnologia está condenado a ser escravizado por outros que detém a tecnologia”, afirmou. “O agro segurou a nossa economia no ano passado […] e essa tecnologia é muito bem-vinda”, revelou.

A ministra Tereza Cristina, destacou que o agronegócio hoje vai precisar cada vez mais da ciência e da tecnologia. “Acabamos de assistir a uma demonstração da agricultura moderna, de precisão e sustentável, que este país já faz, mas será melhor ainda quando tivermos a conectividade democratizada no campo”, disse. “O agronegócio moderno precisa do 4.0 e o ministro Pontes e eu trabalhamos juntos para que essa tecnologia chegue lá na ponta. Com esse centro, estamos mais perto disso”, afirmou

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, ressaltou que o 5G vai colocar o Brasil na posição onde ele já deveria estar. “O agro conectado vai ter um ganho de economicidade”, apontou. “Como vimos lá fora, a máquina só vai aplicar fertilizante onde for necessário. Será um ganho de produtividade, eficiência e sustentabilidade. Nosso agro vai dar lições ao mundo”, avaliou.

O projeto faz parte do Acordo de Cooperação Técnica entre o Parque Tecnológico de Sorocaba, a FACENS e o MCTI. As instalações da FACENS contam com mais de 50 laboratórios especializados e mais de 10 centros de inovação ligados ao IP Facens, Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento, credenciado desde 2002 no MCTI.

Fonte: MCTI em 30/06/2021

Próximos Eventos