Notícias

Microsoft e CDI lançam programa para incentivar LAN house

A Microsoft Brasil e a CDI Lan, divisão da organização não-governamental CDI (Comitê para Democratização da Informática), lançaram nesta terça-feira (21) um programa para oferecer treinamento e crédito para aquisição de softwares por LAN houses brasileiras.

A iniciativa é a primeira do gênero da gigante de software norte-americana na América Latina e será reproduzida no Brasil após experiências anteriores em países como Turquia, Egito, Coréia, Indonésia e Tailândia.

O Programa Microsoft Clube Digital vai facilitar o acesso ao Windows 7 e ao Office Professional às afiliadas do CDI Lan, que são 6.000 atualmente, por meio de microcrédito, em parceria com o Itaú Unibanco.

Segundo a Microsoft e a CDI Lan, o programa deixará a licença do Office 96% mais barata frente ao preço no varejo, que é atualmente de cerca de R$ 900.

Para as LAN houses, cada licença do pacote de aplicativos custará R$ 38 por computador, valor que poderá ser financiado em dez vezes.

“Temos no Brasil 32 milhões de usuários de computador em 100 mil LAN houses. Mas não necessariamente eles têm a melhor experiência de uso. Muito frequentemente usam software desatualizado”, afirmou o diretor-geral da área de Consumo&Online da Microsoft Brasil, Osvaldo Barbosa de Oliveira.

A iniciativa também vai promover a formalização do segmento, segundo o CDI Lan.

“Noventa por cento das LAN houses são informais, e faz parte da missão [do CDI Lan] que elas se formalizem e virem empreendedoras e microempresas”, disse o presidente do conselho de Administração do CDI Lan, Rodrigo Baggio.

Segundo ele, o microcrédito também atenderá LAN houses sem registro de pessoa jurídica (CNPJ). “Não tem problema elas serem pessoas físicas, é um estágio inicial e o microcrédito prevê isso”, disse Baggio.

Inclusão digital

A filiação ao CDI Lan exige a assinatura de um código de conduta, no qual o dono do estabelecimento se compromete com o processo de formalização. As empresas esperam que o número de afiliadas se expanda com o programa.

Além do acesso facilitado a software original e atualizado, o programa fornecerá treinamento on-line de inclusão digital, documentação sobre melhores práticas para gerenciar o negócio e acesso a suporte on-line da Microsoft via chat.

Segundo Oliveira, da Microsoft, a empresa pretende desenvolver produtos mais personalizados conforme aprender mais sobre as necessidades dos usuários por meio do programa. O executivo, no entanto, não quis dar mais detalhes sobre projetos futuros.

O programa surge em um momento em que o governo promove o Plano Nacional de Banda Larga, em que LAN houses poderão fazer pedidos de crédito junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social se cumprirem requisitos de formalização.

Das mais de 100 mil LAN houses do Brasil, apenas 600 atendem aos requisitos do banco para receber empréstimos, afirmou o presidente da Abcid (Associação Brasileira de Centros de Inclusão Digital), Mário Brandão, à Agência Brasil, em maio.

Fonte: Folha de São Paulo