+55 (61) 9 7400-2446

Destaques

Menino vence competição criada para fazer meninas gostarem de tecnologia

Uma competição britânica para incentivar garotas a gostarem de ciência e tecnologia está causando polêmica. Na verdade, o problema é com o resultado: após fechar o concurso apenas para meninas, a empresa mudou de ideia e deu um prêmio para um garoto.

O concurso “Pretty Curious”, da EDF Energy, uma empresa britânica de energia, tem como objetivo ser “uma extensão dos programas que a companhia tem para mudar as percepções de garotas sobre ciência, tecnologia, engenharia e matemática”. Entretanto, diz também que é para “inpirar os jovens”, não classificando por sexo.

Três eventos foram feitos no Reino Unido apenas com meninas dentro das atividades do concurso. Entretanto, em seguida ele foi aberto para inscrições online, tendo como restrição apenas que os participantes tenham entre 11 e 16 anos, sem diferença por sexo.

No final, um menino ganhou com a ideia de que controles de videogame possam ter botões mecânicos, de forma a acumular a energia usada para apertá-los. Três meninas foram finalistas junto com ele, com ideias como cortinas inteligentes, uma geladeira com inteligência artifical e um monitor de sono.

A internet britânica foi rápida em reclamar.

“Nojento! EDF cria competição sexista com um nome desses, dizendo que é para meninas, e ainda dá o prêmio para um garoto!” e que um menino de 13 anos venceu uma competição para fazer meninas gostarem de ciência, né

“Erraram no momento que escolheram esse nome” (Pretty Curious pode significar “Muito curioso” ou “Bonita e curiosa”)

“Trabalho com empresas que querem incentivar meninas há 10 anos. A EDF não se importa

“O alvo do projeto #prettycurious é incentivar meninas, o #desafioprettycurious era neutro em gênero”

“EDF, adoraria saber: como o projeto que venceu incentiva garotas a gostarem de tecnologia?”

A empresa se defende, dizendo que a competição sempre foi aberta para ambos os sexos, mas não explica porque então fez eventos apenas com meninas.

Fonte: O Globo

Próximos Eventos