Notícias

MCT designa comissão julgadora do Prêmio Álvaro Alberto

O ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) publicou na última terça-feira (8/2), no Diário Oficial, o nome dos integrantes da comissão julgadora do Prêmio Almirante Álvaro Alberto de Ciência e Tecnologia, considerado a maior láurea do país na área

O grupo de especialistas, que escolherá o nome de maior destaque nas Ciências da Vida, será presidido por Jorge Kalil Filho, professor da faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e diretor do Instituto Butantan. Os comitês de assessoramento do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) terão três representantes: Luiz Carlos Federizzi, professor da faculdade de Agronomia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Samuel Goldenberg, diretor do Instituto Carlos Chagas da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), e Walter Araújo Zin, professor do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Para compor a comissão, a SBPC indicou a professora Helena Nader, do departamento de Bioquímica da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e vice-presidente da sociedade, enquanto a Academia Brasileira de Ciências (ABC) apontou o professor Jerson Lima da Silva, membro da academia e professor do Instituto de Bioquímica Médica da UFRJ.

A Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), por sua vez, designou José Carlos Tavares Carvalho, do Laboratório de Pesquisa em Farmacos da Universidade Federal do Amapá (Unifap).

Janesmar Camilo de Mendonça Cavalcante, secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação de Alagoas, será o representante do Conselho Nacional de Secretários Estaduais para Assuntos de Ciência e Tecnologia e Inovação (Consecti)

Já o Conselho Nacional das Fundações de Amparo à Pesquisa dos Estados (Confap) apontou Paulo Sérgio Lacerda Beirão, do  Instituto de Ciências Biológicas (ICB) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Instituído em 1981, o prêmio elege o cientista de maior destaque em uma área da ciência. Desde 2006, quando foi retomado, o Álvaro Alberto tem periodicidade anual. O vencedor receberá R$ 200 mil, oferecidos pela Fundação Conrado Wessel. A cerimônia de premiação deve acontecer em abril.

As últimas edições do Prêmio contemplaram o físico Luiz Davidovich (2009), o historiador José Murilo de Carvalho (2008) – ambos professores titulares da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) -, o médico e farmacologista Sérgio Henrique Ferreira (2007), professor titular da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP (Universidade de São Paulo), e o químico Fernando Galembeck (2006), professor titular do Instituto de Química da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas).

Fonte: Jornal da Ciência de 09/02/2011

Próximos Eventos