Notícias

MCT ajudará na capacitação de jovens profissionais em TI

Ações com esse foco foram discutidas entre o ministro Mercadante e o secretário de Políticas de Informática, Virgilio Almeida, com representantes da Brasscom

Nesta quarta-feira (16), o ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, e o secretário de Políticas de Informática, Virgilio Almeida, receberam a visita de representantes da Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom). No encontro, foram apresentadas propostas para ampliar e fortalecer o setor de Tecnologia da Informação (TI) brasileiro.

De acordo com dados da Brasscom, nos próximos anos, o Brasil precisa de 750 mil profissionais de áreas técnicas para que o segmento continue em expansão. O MCT se comprometeu a ajudar na qualificação de jovens para atuarem com tecnologia da informação. “Já existe um projeto entre as secretarias de Políticas de Informática (Sepin) e de Ciência e Tecnologia para a Inclusão Social (Secis) para formular programa que forme jovens profissionais de TI por meio da própria internet. Serão cursos on-line para capacitá-los a entrar nesse mercado”, afirmou o secretário Virgílio Almeida.

O MCT já concedeu avanços significativos em outras propostas trazidas pela Brasscom. Entre elas, a formação de recursos humanos para o setor. O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCT) e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), vinculada ao Ministério da Educação (MEC), capacitam juntas milhares de profissionais em TI como também em outras áreas.

Em 2010, segundo números do balanço do Plano de Ação em Ciência, Tecnologia e Inovação (Pacti), as instituições concederam juntas 155 mil bolsas para a formação de mestres e doutores. Os recursos aplicados chegaram a R$ 2,8 bilhões. Em 2001, o número de bolsas foi de 77.579 e o investimento feito pelo CNPq e Capes chegou a R$ 813 milhões.

Fonte: Jornal da Ciência de 16/02/2011

Próximos Eventos