Notícias

Material de pesquisa com células-tronco terá prioridade em aeroporto, diz Padilha

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, reforçou que está empenhado em desburocratizar a entrada de material voltado para a pesquisa de células-tronco no país.

Nesta segunda-feira (16) o governo anunciou um pacote de R$ 15 milhões para expandir a produção e os estudos sobre o tema. Hoje, a maior parte das células e dos insumos utilizados em pesquisa é importada.

Para apoiar o investimento, Padilha disse que já está em andamento um projeto nos aeroportos do país para facilitar a entrada do material necessário ao desenvolvimento da tecnologia na área de células-tronco.

“Além do investimento nos centros, adotamos medidas em parceria com a Anvisa e a Infraero para acelerar a entrada desses produtos. Eles terão fluxo prioritário, porque não vem para simples comercialização ou terapia, mas para pesquisa clínica”, afirmou.

O treinamento e a capacitação do pessoal que vai diferenciar os itens que devem receber prioridade ao entrar no Brasil começaram no fim do ano passado. Os aeroportos escolhidos para o projeto-piloto foram: Guarulhos (São Paulo), Galeão (Rio de Janeiro) e Juscelino Kubitschek (Brasília).

De acordo com a assessoria de imprensa do ministério, a intenção do governo é replicar a ação em todos os aeroportos internacionais do país, mas ainda não há prazos definidos.

Fonte: Jornal Folha de São Paulo

Próximos Eventos