+55 (61) 9 7400-2446

Destaques

Lei de Informática permitiu ao Brasil ter maior infraestrutura de IA na América Latina

O SiDi, instituto privado de ciência e tecnologia do Brasil, e a Samsung são responsáveis pelo primeiro supercomputador no País concebido para contribuir na aceleração de projetos de pesquisa e desenvolvimento de soluções de Inteligência Artificial (IA).

Construído a partir de recursos da Lei da Informática, o supercomputador conta com tecnologia da NVIDIA Enterprise e se posiciona como a maior infraestrutura de IA da América Latina, com capacidade de fornecer 125 petaflops (cento e vinte cinco quadrilhões de operações matemáticas por segundo) de desempenho para tarefas específicas de Inteligência Artificial. Para se ter uma ideia, seriam necessários cerca de dois milhões de notebooks trabalhando em conjunto para realizar uma tarefa similar.

A máquina reúne 25 sistemas NVIDIA DGX A100 interconectados em uma rede NVIDIA Mellanox InfiniBand, que representa a capacidade de 8,7 milhões de smartphones atuais. Além de 1,5 petabytes de armazenamento de alto desempenho em FlashBlade®, a primeira plataforma do mercado para armazenamento rápido e unificado de file e objetos desenvolvida pela Pure Storage, emppresa desoluções para armazenamento de dados.

A tecnologia é totalmente em flash e entrega mais de 60GB/s com a capacidade necessária para suportar o desempenho computacional da plataforma DGX e as necessidades impostas pelos projetos desafiadores de dados. A interconexão NVLink e o suporte da NVIDIA para padrões de rede corporativa com largura de banda máxima auxiliam na latência reduzida. Isso permite que os clientes acessem rapidamente várias GPUs dentro da nuvem de IA do SiDi.

“A nuvem privada de IA do SiDi pode executar milhares de simulações e analisar milhões de pontos de dados em uma fração do tempo. Como resultado, esperamos transformar a experiência dos clientes com uma nova geração de aplicações e soluções inteligentes. Isso seria impossível sem a existência de um ambiente distribuído e totalmente automatizado. Podemos preencher todo o cluster com um único clique, usando o pipeline automatizado que esta nova solução oferece”, explica John Yi, superintendente do SiDi.

Os investimentos em aplicações de inteligência artificial devem chegar a US$ 464 milhões em 2021 só no Brasil, o que representa 30% de crescimento em relação a 2020, de acordo com dados da IDC (International Data Corporation).

Oportunidades 

Com a chegada do supercomputador ao instituto, o SiDi busca expandir a equipe também. São dezenas de vagas abertas para profissionais capacitados em tecnologias para atuar nos projetos em andamento, como cientistas de dados, designers, desenvolvedores de software, product owners e pesquisadores.

“Esse é mais um passo do SiDi na direção de se tornar um centro de excelência em projetos com Inteligência Artificial, Processamento Natural de Linguagem e Machine Learning. A parceria com a Samsung e com NVIDIA garantirá ao SiDi uma posição de destaque no universo de Computação de Alto Desempenho (HPC – High Performance Computing)”, pontua John Yi. Os interessados nas vagas disponíveis podem se candidatar pelo site: www.sidi.org.br/vagas.

Fonte: Convergência Digital em 26/03/2021

Próximos Eventos