Notícias

Indústrias do vestuário, em Cianorte(PR), abrem as portas para a inovação

Estimular a cultura da inovação no dia a dia de pequenos negócios. Esse é o principal objetivo do Projeto Agentes Locais de Inovação, uma iniciativa do Sebrae Nacional, executada no Paraná pelo Sebrae/PR e Fundação Araucária. Em Cianorte, no noroeste do Paraná, desde o ano passado, dois agentes locais prestam atendimentos gratuitos às empresas do setor do vestuário. São eles a designer e especialista em Moda, com ênfase em Marketing, Natália Cortez; e o designer de Moda com ênfase em Produção, Gesival de Souza Ramiro.

O atendimento é realizado por meio da elaboração de diagnósticos empresariais, consultorias e sugestões que estimulam a prática de processos simples, inovadores e que exijam pouco investimento financeiro. Para este ano, além dos atendimentos, também estão programados diversos provedores de soluções do Sebrae/PR, como capacitações, palestras e clínicas de tecnologia, que foram escolhidos de acordo com a necessidade dos empreendimentos.

Para março, a primeira ação será a Clínica Tecnológica de Planejamento Estratégico, agendada para o dia 1º. Já no dia 4, acontecerá a Clínica Tecnológica em Produção. Ambas, das 8 às 17 horas, no Sindicato das Indústrias do Vestuário de Cianorte (Sinveste). Em março, empresários de Cianorte também terão a oportunidade de participar da capacitação Aprender a Empreender, com três módulos nas áreas de Empreendedorismo, Finanças e Mercado.

De acordo com o consultor do Sebrae/PR em Maringá e gestor do Projeto Polo do Vestuário no Noroeste do Paraná, Élvio Saito, Cianorte foi escolhida para receber o Projeto porque se destaca no cenário nacional como um dos maiores polos atacadistas do País. Atualmente, o município soma mais de 450 indústrias de confecções e 600 grifes, que empregam mais de 15 mil pessoas.

“O vestuário é um segmento importante para o desenvolvimento microrregional e, naturalmente, é um setor estratégico tanto para Cianorte quanto para os municípios de seu entorno, que acabam tendo condições econômicas similares”, afirma Élvio Saito. O consultor do Sebrae/PR cita que, no município, o Projeto conta com parceiros locais, como o Sinveste, o Arranjo Produtivo Local (APL) do Vestuário de Cianorte, a Prefeitura Municipal e a Associação Comercial e Empresarial de Cianorte (ACIC).

Experiência prática

Izabel Ranucci Paulino é proprietária da Íbela-Ro, marca própria de confecção de jeans, e uma das empresárias que já receberam atendimento de agente local, em Cianorte. Segundo ela, as visitas vieram em boa hora, porque a empresa precisava de melhorias na produção. “O agente local sugeriu técnicas e nova disposição para as máquinas. Buscamos colocar em prática as medidas de inovação”, destaca a empresária que, interessada, também procurou orientações junto aos consultores do Sebrae/PR.

“Nos setores de produção em que aplicamos inovação, avalio que já atingimos aumento de 40% na produção. Ainda podemos melhorar para que o resultado final também alcance esse índice de produtividade”, enfatiza Izabel Paulino. Animada com as mudanças, a empresária diz que pretende participar das capacitações que serão realizadas este ano e, inclusive, incentivará os funcionários na busca por aperfeiçoamento.

Empresários interessados em participar do Projeto e dos provedores de soluções devem entrar em contato com os agentes locais de inovação. O telefone da Natália Cortez é o (44) 8836-8232 e o e-mail é ncortez@alipr.com.br. Já os contatos do Gesival Ramiro é o (44) 9957-0349 ou gramiro@alipr.com.br. A adesão é gratuita e podem participar empresas que se inserem no setor do vestuário, como marcas próprias, facções, bordados, lavadeiras, acabamentos, estamparias, entre outros.

Projeto

O Projeto Agentes Locais de Inovação é uma proposta inovadora do Sebrae Nacional, que objetiva fomentar o desenvolvimento das empresas por meio da difusão de conhecimentos e medidas sobre inovação, tecnologia e aplicação de soluções. Pilotada de 2008 a 2010 no Paraná e Distrito Federal, a entidade fechou parcerias nos estados para formar jovens recém-formados, responsáveis por levar soluções em inovação aos empresários brasileiros.

Nos atendimentos, os agentes locais de inovação realizam um diagnóstico da gestão empresarial e uma mensuração do estágio de inovação em que a empresa se encontra. Com base nos dados, é feita a proposta de um plano de trabalho, apresentado ao empresário para que inicie os processos de inovação.

Os agentes locais têm o papel de propor e implementar a inovação, de acordo com as necessidades e as características de cada empreendimento. Os profissionais são orientados a desmistificar o processo de inovação, que nem sempre está ligado a tecnologias de última geração, e a sensibilizar os empresários sobre a importância de utilizar a inovação como estratégia que, aliada à gestão da qualidade, aumenta a competitividade.

Além de Cianorte, o Projeto também atua no segmento do vestuário nas cidades de Altônia, Maringá, Pérola, Japurá e Terra Boa, no noroeste do Estado, em Francisco Beltrão, no sudoeste, e em Terra Roxa, no oeste. Em todos os municípios há parceiros locais, como prefeituras e associações comerciais.

Fonte: Infomativo GTP-APL de 22/02/2011