+55 (61) 4101-6508 / 4101-6509

Notícias

INCTs mineiros recebem mais R$ 8,6 milhões da Fapemig

Os 13 Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCTs) de Minas Gerais receberam na última semana um aporte de R$ 8,6 milhões, oriundos da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig). Trata-se da terceira e última parcela, de um total de R$ 72 milhões destinados aos institutos mineiros, sendo 50% repassados pela fundação e 50% pelo CNPq.

Selecionados por meio de edital lançado em 2008, os INCTs de Minas Gerais congregam centros de pesquisas e universidades. As ações são diversas e englobam desde pesquisa básica a apresentação de resultados passíveis de proteção intelectual, nas áreas de medicina molecular, nanomateriais de carbono, nano-biofarmacêutica, entre outras.

“Os Institutos são frutos da articulação de investimentos federais e estaduais. Isso significa potencializar os recursos e focar em prioridades regionais e estaduais sem perder o foco científico nacional”, avalia o presidente da Fapemig, Mario Neto Borges.

Lançado em 2008 pelo CNPq, o programa já destinou mais de R$ 580 milhões a grupos de pesquisa em todo o país, possibilitando a formação de 122 INCTs. A proposta é mobilizar e agregar, de forma articulada, os melhores grupos de pesquisa em áreas estratégicas para o país, além de impulsionar a pesquisa científica básica e estimular o desenvolvimento da pesquisa científica e tecnológica de ponta. Somente a região Sudeste conta com 77 institutos, sendo 13 em Minas Gerais, 44 em São Paulo e 20 no Rio de Janeiro

Fonte: Gestão C&T

Compartilhe:

    Próximos Eventos