Notícias

Governo quer conectar primeiras cidades do PNBL até julho

O Ministério das Comunicações afirmou que a Telebras deve concluir até meados deste mês a construção do primeiro trecho da rede nacional de telecomunicações (backbone), no Anel Sudeste, que ligará Brasília a Itumbiara (GO). São 377 quilômetros de rede de fibra ótica, que passará também por Samambaia, no Distrito Federal, e os municípios goianos de Pirineus, Bandeirantes e Morrinhos.

Nessas localidades serão implantados os primeiros Pontos de Presença (POPs) da Telebras que funcionarão como estações de telecomunicações, abrigando os equipamentos óticos, de infraestrutura, de rede e rádio para transmissão do sinal digital por meio de fibras óticas. As fibras utilizadas neste trecho são de Furnas, empresa do setor elétrico brasileiro, e que firmou contrato cedendo sua utilização para a Telebras.

A previsão é que a implantação deste primeiro trecho do backhaull – conexão entre a rede principal e a sede dos municípios contemplados pelo Programa Nacional de Banda Larga (PNBL) – seja concluída até o início de julho. Isso viabilizará a conexão dos primeiros municípios localizados no entorno deste trecho: Samambaia e Recanto das Emas, no DF, Santo Antônio do Descoberto, Anápolis, Senador Canedo e Aparecida de Goiânia, em Goiás.

Também já foi iniciada a construção de 18 POPs no Anel Nordeste utilizando a rede de fibra ótica da Chesf e de Furnas, que possibilitará a ligação de cidades como Paraíso do Tocantins, Fortaleza, João Pessoa e Recife. As obras também já começaram em nove Pontos de Presença no Anel Sudeste que liga Itumbiara (GO) a São João Batista da Glória (MG) e devem ser finalizadas até julho.

A Telebras aguarda a aprovação dos projetos de instalação dos 28 POPs que serão instalados na rede da Petrobras, no Anel Sudeste. Os cinco primeiros nas cidades de Brasília, Alexânia, Senador Canedo, Morrinhos e Araporã já estão aprovados e as obras devem começar nos próximos dias.

O contrato de cessão de uso das fibras óticas da Petrobras relativo ao Anel Sudeste foi assinado pelo presidente da Telebras no último dia 13 de maio. A rede vai ligar Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte e terá um potencial de atendimento de 700 municípios, distantes até 100 quilômetros da rede.
Fonte: TI Inside

Próximos Eventos