+55 (61) 4101-6508 / 4101-6509

Notícias

Governo prevê 75 mil estudantes fora do Brasil em 4 anos

A expectativa do governo brasileiro é de que 45 mil estudantes brasileiros estejam cursando mestrado ou doutorado no exterior em 4 anos.  A estimativa é do ministro da Ciência e Tecnologia (MCT), Aloizio Mercadante, que participou hoje (4) de audiência pública na Comissão de Ciência e Tecnologia (CCT) do Senado Federal. Além de representantes do MCT, participaram integrantes da área de C&T e senadores que compõem a comissão.

Para o ministro, o número pretendido parece grande, mas outros países, por exemplo a China, já possui 80 mil doutorandos apenas nos Estados Unidos. “O Brasil tem que ter noção do tamanho do nosso potencial e de nossos desafios, principalmente na área das engenharias”, disse Mercadante.

Nos últimos dias, a presidente Dilma Rousseff defendeu o tema e o assunto chegou a ser tratado na visita do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ao Brasil, em março. Um dos acordos diplomáticos firmados foi o de cooperação prevendo o intercâmbio de alunos e professores entre os dois países.

Na audiência, Mercadante também destacou a descentralização das universidades federais, que ainda apresentam concentração na região Sudeste apesar de uma significativa descentralização nos últimos 8 anos. Segundo ele, é necessário investir em bolsas de estudo e programas de infraeestrutura da pesquisa.

“Nosso desafio é manter os centros de excelência e dar qualidade ao sistema de pós-graduação de outras regiões. A política orçamentária do País precisa ter uma visão estratégica para darmos um salto e expandir o setor de ciência, tecnologia e inovação”, disse o ministro.

Outro desafio destacado na audiência é o avanço da Banda Larga, principalmente na região Norte. Mercadante defendeu a melhoria dos acordos firmados entre governo e empresas de telecomunicações para oferta de banda larga nas escolas públicas. Para o ministro, é necessária uma discussão maior a cerca do assunto no Senado.

O presidente da CCT, senador Eduardo Braga (PMDB/AM) se mostrou diligente para novos debates sobre temas de avanço da Ciência e Tecnologia. Ele propôs a formação de uma equipe formada por representantes do MCT e consultores da comissão para elaboração de propostas de alteração das legislações de C&T. “Se assim procedermos antes do término do primeiro semestre teremos matérias de defesa do setor”, disse Braga.

Fonte: MCT

 

Compartilhe:

    Próximos Eventos