Notícias

Governo e indústria discutem estratégia para aumentar competitividade de produto brasileiro

O objetivo é frear o aumento da concorrência dos importados no mercado doméstico e, ao mesmo tempo, melhorar a competitividade do País no exterior

Governo e indústria discutiram ontem (14), na capital paulista, um conjunto de medidas que visam a recuperar as exportações de manufaturados. O objetivo é frear o aumento da concorrência dos importados no mercado doméstico e, ao mesmo tempo, melhorar a competitividade do país no exterior.

Essa foi uma das principais questões debatidas no encontro que contou com a presença do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, e do presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho.

Segundo Pimentel, até meados de abril, será definida a segunda edição da Política de Desenvolvimento Produtivo (PDP) para direcionar os rumos da atividade produtiva no longo prazo.

Ele classificou como “excelente” o resultado do diálogo que vem sendo mantido por 14 representantes do setor privado e 15 da área governamental. “Muitas sugestões dos empresários deverão ser agregadas ao esforço que o governo vem fazendo em defesa das nossas cadeias produtivas”.

Pimentel não adiantou que ações farão parte da PDP, mas sinalizou que elas deverão buscar a inovação tecnológica e uma maior qualificação da mão de obra. Até o anúncio da nova PDP, o governo vai continuar ouvindo as lideranças do setor privado.

A expectativa do ministro é de que neste ano sejam alcançados pelo menos US$ 10 bilhões de saldo positivo na balança comercial. “Não podemos ficar passivos. Nós temos que avançar na direção de defender a nossa indústria e recuperar o espaço que tínhamos na exportação de manufaturados”.

Para Pimentel, o País está preparado para uma defesa comercial de acordo com as regras da Organização Mundial do Comércio (OMC), mas tem que ter uma estratégia para aumentar as exportações. “Vamos defender as nossas indústrias dos ataques que fogem às regras da OMC’, afirmou.

O ministro informou ainda que algumas das propostas discutidas na reunião com os empresários já estão inseridas na Medida Provisória do Programa de Sustentação do Investimento (PSI), que deve ser publicada, na próxima quarta-feira (16).

Fonte: Jornal da Ciência de 15/02/2011 com informações da Agência Brasil